quarta-feira, 30 de abril de 2014

A reação de Senna ao acidente de Ratzenberger

Senna corre para chegar ao local do acidente de Ratzenberger
Nesse pequeno mas impactante vídeo, parte do filme-documentário sobre Ayrton Senna, vemos a reação do tricampeão ante as imagens ao vivo do pavoroso acidente do piloto da pequena equipe Simtek Roland Ratzenberger no treino classificatório de Ímola em 30 de abril de 1994 e as subsequentes tentativas de reanimação cardíaca do austríaco atendido ainda na pista.

Depois dos cuidados inciais, Senna ainda vestido com o macacão de competição, saiu em disparada correndo dos boxes da Williams (imagem principal, acima) e se dirigiu ao centro médico, onde teria recebido a informação do falecimento do piloto.

Em seguida, Ayrton pegou carona num carro de apoio para se deslocar até o local do acidente na pista, onde se 
inteirou melhor dos acontecimentos com o médico-chefe da Fórmula 1, Dr. Sid Watkins, como vemos nessa outra imagem ao lado. 


Alerto que são imagens desse vídeo são bastante contundentes, mesmo 20 anos depois...


Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1



A morte de Ratzenberger

Há 20 anos, na classificação do GP de Ímola de 1994 morria o piloto austríaco Roland Ratzenberger num pavoroso acidente a mais de 320 quilômetros por hora.

O piloto teve parte da sua asa dianteira desprendida do seu carro algumas curvas antes após perder o controle da traseira do monoposto da Simtek e dar uma rodada, atingindo uma zebra alta com a parte dianteira do carro que então se fragilizou e acabou por se soltar no trecho de maior velocidade do circuito, não aguentando a forte pressão aerodinâmica e tirando a possibilidade do piloto contornar a veloz curva Villeneuve, a curva seguinte à Tamburello. 


Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Quem testemunhou o momento chave que custaria a vida do piloto foram os torcedores da arquibancada, dentre os quais este que fez essa rara imagem acima e o brasileiro Christian Fittipaldi, da equipe Footwork, que vinha logo atrás do carro da Simtek quando este já voltava para a pista (note os pneus traseiros sujos denunciando o passeio fora do asfalto). Triste dia...
O corpo de Rateznberger é levado para o hospital



terça-feira, 29 de abril de 2014

20 anos depois, Barrichello lembra a morte de Senna

Nesse vídeo gravado no último fim de semana, Rubens Barrichello lembra do seu acidente na sexta-feira dia 29 de abril e da morte de seu amigo e ídolo Ayrton Senna dois dias depois em 1º de maio e as consequências disso na corrida e ano seguintes.

Barrichello lembra também do legado deixado pelo tricampeão como na melhora de segurança da categoria e os importantes trabalhos sociais do IAS, o famoso Instituto Ayrton Senna, liderado desde o inicio pela irmã Viviane Senna:

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1



A forte batida de Barrichello

Instintivamente, Barrichello tenta proteger a cabeça com as mãos
Ferido, Barrichello recebe os primeiro cuidados do Dr. Sid
Nessas fotos acima, abaixo, ao lado e também no vídeo abaixo, trecho do famoso filme-documentário sobre Ayrton Senna, vemos o violentíssimo acidente que Rubens Barrichello sofreu nos treinos livres da sexta-feira, dia 29 de abril de 1994 no fatídico GP de Ímola de Fórmula 1 na sexta

Após perder o controle do seu carro, o piloto decolou em alta velocidade com seu Jordan-Hart numa zebra alta da variante bassa e capotou violentamente após atingir a grade de proteção sem o "desconto" da desaceleração e absorção de impacto na barreira de pneus, já que ele acabou voando por cima deles. 

Barrichello é levado ao helicóptero médico
Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Nesse acidente ele ficou inconsciente e quase morreu asfixiado pela própria língua, que por cerca de 6 minutos bloqueou suas vias respiratórias, que só foram desobstruídas com a chegada do médico da F1, o professor Sid Watkins - a consequência é que ele pouco se lembra desse dia, da batida, resgate, da visita de Senna no ambulatório, e até de coisas um pouco posteriores, como o funeral do tricampeão.

No vídeo vemos também a reação da equipe Jordan e do tricampeão da Williams, que, proibido de entrar pelos seguranças, teve que pular o muro do centro médico para obter informações sobre o estado de saúde de Barrichello e transmití-las à imprensa que aguardava notícias na entrada do local. Clique nas imagens para ampliá-las

segunda-feira, 28 de abril de 2014

20 anos, 2 mortes




Nessa semana completam 20 anos das mortes do tricampeão Ayrton Senna e também do novato menos lembrado Roland Ratzenberger. Eles se foram na ordem vista na foto acima, primeiro o austríaco, na classificação do sábado, depois foi a vez do brasileiro na corrida do domingo. E na sexta-feira do mesmo triste fim de semana, é bom reavivar, quase que Rubens Barrichello se foi também...

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Nessa semana estarei colocando no ar uma série de pequenas matérias sobre esse fim de semana fatídico. Não vou comentar sobre a imensa importância de Ayrton Senna para os brasileiros, para o automobilismo ou para o ganho de segurança da própria Fórmula 1, pois muito já foi escrito sobre isso por gente que o fez muito bem, nem tenho a pretensão de trazer fatos novos ou escrever peças fantásticas sobre esse tão conhecido e esmiuçado tema, então falarei mais sobre os três acidentes em si e como eles foram vistos por nós a 20 anos atrás.

Simona de Silvestro pilota a Sauber

A pilota suíça de 25 anos Simona de Silvestro, que correu de Fórmula Indy pelos últimos 4 anos completou sua primeira experiência com um carro de Fórmula 1 sendo bem elogiada! Após dar 180 voltas em dois dias de testes com o modelo 2012 da Sauber na pista particular da sua fornecedora de motores e câmbio, a Ferrari em Fiorano, a capacidade de aprimorar ajustes e o bom ritmo das voltas de Simona foram elogiados pela equipe. Ela conta que adorou a experiência a bordo do carro, ainda equipado com os motores 2.4L V8.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Abaixo vemos um vídeo com uma volta onboard da piloto no carro repintado com as cores do seu patrocinador principal. Ela deverá testar novamente o carro nos dias 25, 26 e 27 de Junho. Quem sabe com mais bons resultados nesses testes a piloto não consegue mais apoio financeiro necessário para garantir uma vaga de titular em 2015? Tomara!


O raro capacete de testes de Senna


No inicio de sua derradeira temporada de 1994 pela equipe Williams, Ayrton Senna testou uma rara versão do capacete da fabricante Bell. Esse modelo, conhecido como Feuling, já começava a ser usado por pilotos da Fórmula Indy nas pistas ovais de maior velocidade e tinha como grandes diferenciais uma larga aba inferior dianteira, que direcionava o ar para cima e para as laterais, ao mesmo tempo ajudando manter a posição do capacete. Além disso a sua parte de trás era mais quadrada, de modo a ajudar no apoio traseiro da cabeça nas retas e no fluxo de ar na transição da traseira da peça para a carenagem do carro, mas atrapalhava um pouco nos circuitos mais travados, onde os pilotos giravam mais a cabeça para os lados.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1


Nessa outra imagem pouco conhecida ao lado vemos ao famoso projetista então da Williams Adrian Newey dando seus pitacos sobre o desenho do capacete para o representante do fabricante Bell.

Esse modelo de "casco", pelo que me lembro, só passou a ser utilizado de forma regular em corridas da Fórmula 1 anos depois em 1996 por Michael Schumacher quando este já estava correndo pela Ferrari (foto abaixo).

"Será que o Senna teria sobrevivido ao impacto da barra de suspensão da batida em Ímola se ele estivesse correndo esse modelo?", alguém certamente irá perguntar.

E a resposta não saberemos jamais, já que as variáveis são muitas, mas que é um modelo que teria ficado muito bonito de se ver nas pistas com a pintura do tricampeão, ah isso é inegável! Aliás, onde será que esses dois raros exemplares das fotos foram parar?

Clique nas imagens para ampliá-las!





domingo, 27 de abril de 2014

Reveja o programa "TV CORRIDA" da última semana!

Reveja o nosso programa semana "TV CORRIDA" do dia 23 de abril, falando da Fórmula 1, Fórmula Indy, Stock-Car e sempre respondendo as perguntas enviadas pelos internautas ao vivo durante o programa:

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

sábado, 26 de abril de 2014

Helio Castroneves e Bia Figueiredo homenageiam Luciano do Valle

O piloto da Penske de Fórmula Indy Helio Castroneves está levando uma inscrição em homenagem ao saudoso locutor e amigo Luciano do Valle em seu capacete, com a inscrição"a voz da Indy no Brasil", como vemos na imagem acima.

Outra piloto que está lembrando do locutor é Bia Figueiredo, que pelos últimos anos correu de Fórmula Indy e atualmente está na Stock-Car, e também trouxe palavras de apoio em seu capacete"Valeu Luciano do Valle", que vemos nessa foto ao lado.

As duas categorias terão corridas nesse domingo transmitidas pela TV (a Stock-Car a partir das 12:30 na SporTV e F-Indy às 16:00hs na Bandsports). Clique nas imagens para ampliá-las:

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Fim de semana de corridas na TV


Eis a programação esportiva de corridas para esse fim de semana recheado de opções! Todas essas atrações serão televisonadas ao vivo:

SÁBADO:
  • 14:00hs - Stock-Car (Brasília), Classificação - SporTV
  • 14:10hs - MotoGP (Argentina), Classificação - SporTV-2
  • 20:00hs - Nascar (Richmond), Corrida - FOXSports-2
DOMINGO:
  • 12:30hs - Stock-Car (Brasília), Corrida 1 - SporTV
  • 13:45hs - Stock-Car (Brasília), Corrida 2 - SporTV
  • 14:00hs - MotoGP (Argentina), Corrida - SporTV-2
  • 16:00hs - Fórmula Indy (Alabama), Corrida - Bandsports
Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

A pole position inesperada de Senna

Esse vídeo interessante postado no Youtube mostra a única pole position de Ayrton Senna na temporada de 1993, quando os motores Renault da Williams de Alain Prost e Damon Hill sobravam e os motores Ford de sua McLaren e Andretti/Hakkinen eram sempre de uma geração mais antiga (e mais fraca) que as da Benetton de Michael Schumacher e do veterano Ricardo Patrese. Ironicamente, essa conquista solitária só foi possível graças a um problema de rádio que impediu o brasileiro de saber que estava sem gasolina e deveria abortar a tentativa para voltar aos boxes, como vemos e ouvimos nos bastidores do box!

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Rosberg já estaria "destruído" por Hamilton

Segundo declarações do engenheiro Mark Hutchenson, que trabalhou na equipe Red Bull, para um programa do canal inglês Sky, a julgar pela linguagem corporal e resultados práticos, Nico Rosberg já estaria destruído por Lewis Hamilton: "Rosberg está destruído. (...)porque ele sabe que tem o mesmo equipamento, mesmo carro e mesmas oportunidades e apesar dele se esforçar e pensar que é rápido, Hamilton está destruindo ele". Abaixo você confere o vídeo com essa declaração - que é endossada pelo outro comentarista presente. E você, acha que ao menos nessa batalha interna na Mercedes Rosberg já está mesmo acabado?

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Rumor de Schumacher acordar é falso

Hoje pela manhã RUMORES que circulam na Europa dizem que a assessora do heptacampeão Michael Schumacher, Sabine Kehm, teria dito à emissora de televisão alemã RTL que o ex-piloto haveria saído do estado de coma e até reconhecido sua esposa, Corinna. Sabine, é bom salientar, não faz uma declaração à imprensa desde 13 de abril.
Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Reitero que, apesar da nossa torcida, por enquanto isso é apenas um RUMOR não comprovado que teria saído de um site espanhol, que como fonte cita um outro site russo, que por sua vez cita a própria RTL, que estranhamente não diz nada em seu portal...

Tomara que seja verdade, mas agora temos que aguardar informações oficiais, pois sem uma posição real dos envolvidos, essa informação não passa de mera especulação, como tantas outras que já saíram por aí.

ATUALIZADO 11:08 - A jornalist Nicola Pohl, do jornal alemão Bild informa que recebeu uma mensagem de texto de Sabine Kehm, a assessora de Schumacher, dizendo que não ela não confirmou nada ao canal alemão RTL. Assim o rumor do despertar do ex-piloto, infelizmente, é falso.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Lotus trouxe asa nova

E equipe Lotus, que diz ter melhorado seu carro em 2 segundos por volta no GP da China em relação à corridas anteriores, estreou nessa última etapa uma nova asa dianteira com pequenas novidades, lembrando que a importância dessa peça é enorme, já que ela define a maior parte da distribuição do fluxo de ar para o restante do carro.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Acima vemos a comparação da peça nova com a antiga e suas sutis diferenças. Além disso a Renault também disponibilizou uma nova versão do software que gerencia os motores dos seus clientes que gera mais potência. Clique na imagem para ampliar!

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Ferrari faz "intensivão" com Raikkonen

Kimi voltando à Ferrari no inicio do ano 

Campeão em 2007 pela Ferrari, Kimi Raikkonen não está tendo um inicio de temporada muito bom em seu retorno à equipe italiana. Enquanto Fernando Alonso já tem um pódio e quase quatro vezes mais pontos registrados, o finlandês está sofrendo para conseguir se entender com seu carro vermelho.

Segundo palavras do próprio piloto, seu estilo de pilotagem e as baixas temperaturas não o estão ajudando a tirar o melhor dos novos pneus e do carro e tentar reverter isso deverá ser seu objetivo nas próximas semanas, seja ele alterando seu estilo de tocada, algo difícil mas possível de se conseguir numa escala mais limitada, seja com a equipe modificando partes do carro (ajustes de suspensão e novos elementos aerodinâmicos) para atender melhor suas características de pilotagem, seja um pouco dos dois.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Segundo o jornal italiano La Gazzetta, a Ferrari vai passar as próximas duas semanas focadas em ajustar o carro às suas necessidades e o piloto ficará na Itália usando o simulador da equipe para se adaptar melhor ao F14T e testar nessas simulações novas e importantes peças que devem estrear nas pistas em breve para tornar o carro mais rápido (dizem que vem até um novo bico redesenhado).

Vamos lembrar que se a Ferrari quer conquistar boas posições na tabela de construtores - aquela que define a distribuição de dinheiro das equipes no fim do ano - ela precisa que seus dois pilotos marquem a maior quantidade possível de pontos, algo que só é possível caso ambos se sintam confortáveis ao volante para que consigam extrair o máximo de seus carros.

terça-feira, 22 de abril de 2014

Os perigosos tropeços da Williams


Uma das equipes que mais evoluiu do ano passado para esse foi, definitivamente, a Williams. A equipe de Felipe Massa e Valtteri Bottas que no ano passada fazia um esforço hercúleo para tentar chegar na zona de pontos nessa temporada vem pontuando com facilidade, graças a um carro e um motor mais evoluído do que grande parte de seus rivais, mas seus resultados estão sendo prejudicados todas as corridas.

No GP da Austrália o azar a afobação tiraram pontos importantes da equipe, com Felipe Massa sendo tirado da corrida logo na primeira curva por um Kobayashi sem freios (azar) e Bottas cometendo um erro ao estampar sua roda traseira no muro, tendo que parar em seguida com o pneu furado e uma roda quebrada (afobação). Ainda assim conseguiu chegar em um bom sexto lugar. Não tivesse ele batido e Massa continuado, a probabilidade de marcar mais pontos e quem sabe até um pódio era grande.

Depois, na chuvosa Malásia, seus dois carros sofreram para conseguir um desempenho melhor por falta de pressão aerodinâmica na traseira do carro, o que prejudicava a tração nas saídas de curva e assim a aproximação aos rivais à frente, mas nesse caso não houve erro propriamente dito, é mais uma característica do carro que limitou os ganhos nessa etapa - e os rivais agradecem.


Quando chegou a etapa do Bahrein o azar se fez sentir novamente, com um Safety-car jogando Massa e Bottas mais para trás de onde poderiam chegar graças ao momento em que ele veio em relação às paradas de box. Azar puro e simples, mas nesse trecho  final o carro também não conseguiu fazer frente às Force Índia e Red Bull.

Aí quando chegamos na China, última etapa, o azar e a afobação jogam mais uma vez no campo da equipe. Azar nos dois toques na largada, com Massa e Bottas sendo envolvidos em encontros pouco amistosos com adversários e assim prejudicando o ganho de posições e até perdendo algumas, no caso de Bottas. Mais pra frente a equipe comete um erro infantil ao trazer os pneus traseiros errados para o pit-stop de Massa, tendo que destrocá-los em cima da hora e na correria ainda quebram uma porca que prende a roda traseira esquerda ao carro, perdendo mais tempo ainda na parada e jogando Massa, de virtual 6º colocado para último.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Paralelamente a isso os adversários tem evoluído e se espera de todos outro grande salto evolutivo para a O GP da Espanha, daqui três semanas, fazendo as possibilidades da Williams marcar pontos gordos ou mesmo pódios ficar mais difícil: Red Bull e Force Índia já parecem mais rápidas, Ferrari (ao menos a de Alonso) idem, e logo mais quando Kimi se acertar com o carro ele chega também, lembrando que mesmo problemática Lotus já começa a se classificar melhor (falam de uma melhora de quase 2 segundos nesse GP). Além disso é esperada uma versão atualizada do software dos motores Renault, dando às suas 4 equipes mais potência, enquanto a Sauber finalmente deve estrear carros novos, mais leves que os atuais (seu grande problema atual é o peso extra), quem sabe voltando a brigar por pontos e a poderosa McLaren, com todos os seus recursos técnicos e que não pontua há dois GP´s e que certamente não está parada, colocando mais pressão no embolado pelotão intermediário.

Claro que o carro da Williams pode melhorar também, já que eles igualmente trabalham em evoluções para o seu carro na fase européia, mas aí é que está: mais do que uma possibilidade, isso se torna uma necessidade após esses custosos tropeços iniciais que lhes tiraram pontos importantes nas tabelas de construtores e pilotos justamente quando seus rivais ainda não estavam tão fortes.

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Mate a saudade dos Fórmula 1 V10

Outro dia postei AQUI um vídeo com ótimo áudio dos últimos motores V12 da Fórmula 1, os 3.0L da Ferrari de 1995 (até 1994 eram 3.5L). Agora posto um áudio que matará a saudades de qualquer coração que gostava dos motores sem limitação de giros, algo que acabou com os V8 2.4 de 2006 em diante quando tiveram que ficar abaixo das 19 mil RPM e de 2008 pra frente abaixo de 18.000. Atualmente com os 1.6L V6 Turbo eles são limitados a 15.000, mas raramente passam do 13.000.

Os motores V10 da Mercedes, BMW, Ferrari, Honda, Toyota, Cosworth e Renault, que correram até 2005 não tinham limitadores de giros e podiam contar com até 5 válvulas por cilindro (hoje são 4), alcançando em alguns casos rotações próximas a casa das 21.000 rpm e gerando esse som que era simplesmente fantástico, não tendo restrição de consumo de combustível e tendo que durar apenas 2GP´s.
Abaixo vemos Montoya cravando a Pole com a McLaren em Spa no ano de 2005:

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

GP da China - a corrida

Hamilton celebra a bandeirada da vitória - dessa vez a correta
E num GP da China com pista seca e sem grandes emoções, deu Lewis Hamilton de cabo a rabo, sem ser ameaçado por ninguém em momento algum. A trapalhada do dia foi a canhestra bandeirada quadriculada uma volta antes da hora (e que não foi televisionada) que obrigou a FIA a considerar a classificação da volta anterior como final oficial. Vamos agora à nossa tradicional "análise equipe-por-equipe" da corrida:

MERCEDES: Mais uma vez Hamilton dominou a corrida inteira, sem ser incomodado por ninguém em momento algum. Nesses ritmo passa Rosberg nos pontos na próxima corrida. O alemão, aliás, fez uma boa corrida de recuperação, largou em quarto mas perdeu algumas posições na largada, que recuperou ao longo da corrida. Fez assim uma boa corrida, mas se quiser ser campeão terá que começar a superar Hamilton, algo que não fez sempre que o inglês esteve na pista (isto é, só venceu na Austrália).

Massa e Alonso se tocam e a Williams pula
FERRARI: A pista chinesa sempre foi favorável aos italianos, então fica difícil saber se o bom resultado de Alonso foi uma real evolução do carro ou um respiro ainda isolado. Kimi Raikkonen não andou no primeiro treino de sexta e isso não o ajudou a conseguir um bom acerto para o carro nervoso que ainda não se adaptou completamente. Ele e a Ferrari tem que sentar e conversar sobre essa sua dificuldade de adaptação.

RED BULL: Pra quem tinha um carro desacreditado nos testes de inverno até que a vice-liderança do campeonato de construtores vem de bom tamanho, não? Está claro que o carro é bom e tende a melhorar cada vez mais conforme a Renault fizer a sua parte. Na pista Ricciardo - de novo - superou Vettel, que não deve estar muito feliz vendo seu companheiro conseguindo se entender melhor com o RB10 nas corridas e nas classificações.

FORCE ÍNDIA: Mais um bom resultado de Hulkenberg, o sexto e que está em 4º na tabela. Perez até que saiu-se razoavelmente bem na sua recuperação de uma classificação ruim e marcou seus dois pontinhos, dando mais fôlego para a equipe indiana, que aos poucos começa a ser superada pelas rivais mais fortes (Red Bull a passou agora e Ferrari encostou) mas continua pontuando bem.

Williams se atrapalha e acaba com a corrida de Massa
WILLIAMS: A Williams não parece ter "o segundo melhor carro do grid" como muitos pensaram no começo do ano e pra piorar tem jogado fora importantes oportunidades de pontuar, como no erro primário cometido na troca de pneus de Massa, quando vieram com os pneus traseiros errados e tiveram que destrocar em meio a um corre-corre, prejudicado ainda mais por por uma porca quebrada na hora de prender a roda, o que tirou o brasileiro do 6º posto e o jogou para o último sem chances de pontuar. Esses pontos vão fazer falta mais pra frente... O toque de Massa com alonso foi normal de corrida, nada a se comentar. Bottas também foi tocado na largada e caiu alguns postos, se recuperou e fez uma corrida correta mas não conseguiu ameaçar Hulkenberg e enfrentou problemas de telemetria, assim como Rosberg.

TORO ROSSO: E o russo pontuou de novo! Kvyat tem se mostrado uma boa surpresa esse ano, sem cometer erros de novato e de quebra superando seu companheiro mais experiente Vergne, que havia largado 4 posições à sua frente e que se continuar sendo ofuscado pelo russo em breve deverá começar a se preocupar em achar vaga para 2015.

McLAREN: Se na corrida passada eles não pontuaram porque viram seus dois carros abandonarem, dessa vez o fracasso foi com os dois carros na pista mas igualmente sem ritmo para marcar pontos e sendo superada pela Ferrari. É triste ver que a grande McLaren ainda não virou a página do fracasso de 2013 e continua a apanhar. Boullier disse que a culpa é do clima, pois seu carro não se adapta à pista quando está acima ou abaixo de determinadas temperaturas - pois que façam um carro que se adapte ou vão correr de kart indoor.

Vettel espalha na sujeira e Ricciardo aproveita para dar o bote
LOTUS: Zerada de novo, sem marca nenhum pontinho esse ano, parecia que a Lotus poderia mudar isso com Grosjean correndo na zona de pontos, mas eis que seu carro quebra e ele abandona, deixando a Maldonado, que largara em último, a missão de pontuar, algo impossível com esse carro ruim vindo do fundo do pelotão.

SAUBER: Outra equipe que está zerada desde o início do ano e que promete vir com um carro 20 quilos mais leve no GP da Espanha, algo fundamental para serem competitivos. Além disso Sutil abandonou quando poderia começar a sentir a possibilidade de entrar na zona de pontos e Gutierrez só era rápido quando tinha pneus novos, caindo de ritmo em seguida. Essa é outra equipe que precisa se redescobrir logo.

MARUSSIA e CATERHAM: Na última volta Kobayashi passou Bianchi, só que isso não valeu por causa da bandeirada errada uma volta antes. No fim não mudaria nada já que ambas as equipes tem resultados melhores e nessa corrida não tiraram nenhum coelho da cartola. Destaque, talvez, para Kobayshi ultrapassando um atônito Vettel de pneus velhos.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Pos  Piloto             Equipe                   Diferença     Pontos
 1.  Lewis Hamilton     Mercedes              1h33m28.338s       25 
 2.  Nico Rosberg       Mercedes                  +18.062s       18  
 3.  Fernando Alonso    Ferrari                   +23.604s       15
 4.  Daniel Ricciardo   Red Bull-Renault          +27.136s       12
 5.  Sebastian Vettel   Red Bull-Renault          +47.778s       10
 6.  Nico Hulkenberg    Force Índia-Mercedes      +54.295s        8
 7.  Valtteri Bottas    Williams-Mercedes         +55.697s        6 
 8.  Kimi Raikkonen     Ferrari                 +1m16.335s        4
 9.  Sergio Perez       Force Índia-Mercedes    +1m22.647s        2
10.  Daniil Kvyat       Toro Rosso-Renault        +1 volta        1
11.  Jenson Button      McLaren-Mercedes          +1 volta
12.  Jean-Eric Vergne   Toro Rosso-Renault        +1 volta
13.  Kevin Magnussen    McLaren-Mercedes          +1 volta
14.  Pastor Maldonado   Lotus-Renault             +1 volta
15.  Felipe Massa       Williams-Mercedes         +1 volta
16.  Esteban Gutierrez  Sauber-Ferrari            +1 volta
17.  Jules Bianchi      Marussia-Ferrari          +1 volta
18.  Kamui Kobayashi    Caterham-Renault          +1 volta
19.  Max Chilton        Marussia-Ferrari         +2 voltas
20.  Marcus Ericsson    Caterham-Renault         +2 voltas


Abandonos:

     Romain Grosjean    Lotus-Renault              28 voltas
     Adrian Sutil       Sauber-Ferrari              5 voltas


Pontuação nos campeonatos após a 4ª etapa:

Pos  Piloto          Pontos      Equipe               Pontos    
 1.  Nico Rosberg      79        Mercedes              154    
 2.  Lewis Hamilton    75        Red Bull-Renault       57 
 3.  Fernando Alonso   41        Force Índia-Mercedes   54 
 4.  Nico Hulkenberg   36        Ferrari                52 
 5.  Sebastian Vettel  33        McLaren-Mercedes       43 
 6.  Daniel Ricciardo  24        Williams-Mercedes      36 
 7.  Valtteri Bottas   24        Toro Rosso-Renault      8 
 8.  Jenson Button     23        Sauber-Ferrari          0 
 9.  Kevin Magnussen   20        Lotus-Renault           0 
10.  Sergio Perez      18        Marussia-Ferrari        0 
11.  Felipe Massa      12        Caterham-Renault        0 
12.  Kimi Raikkonen    11
13.  Jean-Eric Vergne   4
14.  Daniil Kvyat       4

sábado, 19 de abril de 2014

GP da China - Classificação

E na chuvosa classificação do GP da China deu Lewis Hamilton outra vez. A previsão para a corrida, às 4 horas da manhã desse domingo, é de tempo seco, então vamos ver como os carros se comportam nesse cenário, sobretudo os que tem problemas de tração como Williams e Ferrari. Vamos agora à nossa análise de "quem ganhou e quem perdeu" nessa fase do fim de semana:

QUEM GANHOU:
  • Lewis Hamilton, sobrando sobre Rosberg mais uma vez e quebrando o recorde de poles-position para um piloto britânico (era de Jim Clark);
  • Daniel Ricciardo. O sorridente australiano está se acostumando a dar passeio em Vettel. Dessa vez colocou logo meio segundo entre eles.
  • Fernando Alonso, mostrando uma certa recuperação na Ferrari que poderá até brigar com as Red Bull se o tempo for seco.
  • Williams, mostrando que as atualizações no carro funcionaram bem, mesmo em pista molhada onde costumam apanhar.
  • Felipe Massa, indo bem na chuva e ficando à frente de Bottas.
  • Grosejan, pela primeira vez colocando uma Lotus no Q3 e com chances de pontuar pela primeira vez no ano.
  • Hulkenberg, mais uma vez à frente de Perez
  • Vergne, deixando o companheiro e "novato sensação" Kvyat para trás.

QUEM PERDEU:
  • Rosberg, errando e rodando sem conseguir acompanhar Hamilton na pista molhada - ou sequer as Red Bull. Vai ter que remar amanhã na corrida se quiser continuar líder na tabela.
  • Vettel, levando tempo de Ricciardo mais uma vez. Saiu do treino com a cara amarrada...
  • McLaren, com seus dois carros fora do Q3...
  • Kimi Raikkonen, não se achou com o nervoso carro e foi eliminado pelas mais fracas Lotus e Toro Rosso.
  • Maldonado, nem conseguiu dar uma volta por problemas no treino da manhã, largando em último
  • Gutierrez, o eliminado da vez no Q1 com sua pesada Sauber, que finalmente deve vir com um carro mais leve na etapa da Espanha
Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Mercedes estreia novo bico e asa dianteira

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Apesar de ser a equipe mais rápida do grid, a Mercedes não dorme no ponto e continua aperfeiçoando seu carro. Agora a equipe alemã (mas de sede inglesa) trouxe para o GP da China um novo bico e uma nova asa dianteira. Lewis Hamilton e Nico Rosberg poderão contar com um bico levemente mais alto e recuado, aparentemente permitindo maior fluxo de ar para a parte inferior do carro. A asa em si tem duas versões: uma com suas laterais redesenhadas e uma fenda a menos e também com aquelas pequenas aletas secundárias que ficam à frente das principais, redesenhadas. Clique na imagem para ampliá-las! 

Reveja o programa "TV CORRIDA" com Allam Khodair

O programa "TV Corrida" vai ao ar todas as 4ªs feiras às 15hs sempre AO VIVO na alltv.com.br. Nessa semana contamos com a presença do piloto Allam Khodair, que corre pela equipe Full Time na Stock-Car e que falou sobre sua carreira, do atual inicio de temporada na Stock-Car 2014 e o que achou da nova Fórmula 1, além de responder às perguntas enviadas pelos internautas durante o programa, confira:

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Ecclestone planeja nova F1 com pilotos aposentados


Bernie Ecclestone revelou estar pensando em lançar uma categoria no melhor estilo Fórmula 1 masters parecida com as que já existem no golf e no tênis, e que reuniria ex-pilotos de Fórmula 1 que ainda se sentem dispostos a competir nas pistas.

Ainda segundo informa a revista Forbes, Ecclestone já teria registrado o nome "Historic Formula One" com esse intuito. Gerhard Berger disse ter certeza que seria um sucesso e que muitos ex-pilotos gostariam de participar. A nova categoria poderia utilizar os antigos motores V10  dos anos 90 e seria uma preliminar das corridas da temporada regular da categoria atual. O ex-piloto e atual comentarista Martin Brundle disse: "seja lá qual o formato das corridas, eu quero participar, especialmente se ela for preliminar das etapas de F1" Eddie Irvine, o quase campeão de 1999 também opinou sobre a possibilidade de sucesso dessa categoria: "Pessoalmente, não é pra mim, mas penso que os fãs iriam adorar e alguns pilotos também." 

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Bernie Ecclestone também falou um pouco sobre seu conceito: "uma categoria com antigos pilotos seria uma boa ideia. Falamos sobre isso e devemos fazer algo, muitos desses antigos pilotos ainda são muito bons e você os colocaria em seus antigos carros." acrecentando que hoje em dia até existe uma categoria (licenciada por ele) que usa esses carros antigos, "mas eles tem pilotos diferentes, eles correm com as pessoas que compraram esses carros, não pessoas como Mansell e Piquet, minha idéia seria usar estes."

Alguns anos atrás houve uma iniciativa semelhante, a GP Masters, que reunia vários ex-pilotos de F1 acima dos 40 anos como Nigel Mansell, Emerson Fittipaldi, Ricardo Patrese, Rene Arnoux, Alan Jones, Jacques Laffite, Eddie Cheever etc em carros parecidos com Fórmula Indy em pistas menos conhecidas, mas a categoria acabou não dando certo, algo improvável de acontecer sob a tutela de Ecclestone.

A idéia parece ótima e já posso imaginar que por aqui Rubens Barrichello seria um dos possíveis interessados em competir nela, mas será que Bernie realmente quer tirá-la do papel ou apenas achou um jeito de falar que a F1 antiga (sem os motores turbo) era melhor para pressionar a FIA por mudanças na atual categoria?

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Niki Lauda acelera um Fórmula 1 moderno

Em 2001 o tricampeão Niki Lauda disse em tom crítico de deboche que "até macacos poderiam pilotar os Fórmula 1" com tamanha ajuda eletrônica disponível (naqueles tempos os carros tinham controle de tração, controle de largada, distribuição eletrônica de freios, além do câmbio semi-automático, direção hidráulica etc).

Em 2002, ainda à frente da equipe Jaguar, o veterano austríaco teve a oportunidade de pilotar um desses carros que criticou, e o resultado foi uma vergonha...

Foram 2 rodadas em 3 voltas, 15 segundos de diferença para os tempos de seus pilotos titulares e o comentário em tom de mea culpa e brincadeira: "Meus engenheiros disseram que chegava nas curvas na mesma velocidade de Pedro (de La Rosa, piloto titular da equipe na época), a diferença é que eu não contornava as curvas!"

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

terça-feira, 15 de abril de 2014

Red Bull perde apelo na FIA


A FIA divulgou um comunicado informando que foi mantida a desclassificação do piloto Daniel Ricciardo do GP da Austrália (ele terminou em segundo) pela irregularidade no seu fluxo de combustível verificada no sensor existente após a corrida. O piloto acabou consumindo mais do que o permitido em alguns momentos da corrida e apesar da Red Bull recorrer alegando que o sensor tinha falhas e que o regulamente tinha brechas, perderam.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Durante os debates no tribunal recursal da FIA os representantes da equipe Mercedes ainda pediram uma punição mais severa aos envolvidos. A equipe dos energéticos, que durante os últimos dias vinha dizendo que tinha fatores fortes a favor de sua defesa, divulgou uma nota onde se dizem "decepcionados", mas que aceitam a decisão do tribunal e agora está focada no GP da China, que acontece já nesse fim de semana.

A FIA deve divulgar uma explicação completa sobre essa decisão ainda no decorrer dessa semana.

Suspensão ativa pode voltar à Fórmula 1

A super Williams FW14B de 1992 e sua suspensão ativa sendo testada nos boxes
O grupo de estratégia da Fórmula 1, formado por Ferrari, McLaren, Mercedes, Red Bull, Williams e um membro rotativo (atualmente Lotus) está considerando pedir a revisão da decisão de 1993 onde a FIA baniu o sudo da suspensão ativa na categoria. A justificativa para a eventual revisão dessa regra é justamente uma das coisas que a levaram a ser criada: a redução de custos na categoria (além de ser também um importante recurso para conter a avassaladora supremacia da Williams de Mansell e Prost, que sobrava nas pistas entre 1992 e 1993).

O raciocínio é relativamente simples: com a suspensão ativa é muito mais fácil para todas as equipes encontrarem um acerto ideal dos seus carros, que ficam sempre com o carro todo com a altura ideal para a pista nas retas, curvas, acelerações e freadas, seja com o tanque cheio ou vazio, exigindo menos gastos que os complexos sistemas mecânicos atuais, lembrando que atualmente vários carros mais sofisticados de rua já usam esse tipo de suspensão, não sendo mais uma tecnologia tão cara e complicada para se incorporar.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

A decisão de pedir a revisão dessa regra ainda não foi tomada e seria apenas para 2017 e também seria apenas mais uma das opções que o grupo examina para baratear a categoria. Eles igualmente avaliam mudar as atuais rodas aro 13 para rodas aro 18 (que usariam pneus com desenho mais parecido com os esportivos de rua) e simplificar áreas do carro que são muito caras de se produzir, como as complexas asas dianteiras, sistemas de combustível, estruturas de segurança contra impacto, além da possibilidade de reduzir ainda mais o número máximo de mecânicos que podem comparecer a cada GP e o horário de trabalho deles nos boxes. 

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Domenicali deixa Ferrari. Alonso vai esperar?

Parece que essa "coceirinha" no pescoço era um prenuncio da degola
E Stefano Domenicali caiu. Depois de só acumular derrotas em sua gestão, Stefano Domenicali pediu demissão do cargo de chefe da equipe Ferrari e sai do cargo para "sacudir" as coisas por lá. E essa versão de que pediu demissão pode ser na verdade uma saída mais honrosa que a equipe lhe concedeu. Agora vai poder jogar cartas no porão com Martin Withmarsh, ex chefe da sua rival McLaren que sumiu depois de também perder o poder (sem a mesma saída honrosa).

Eu já questionei AQUI a liderança de Stefano algumas vezes e agora parece que a Ferrari finalmente percebeu a fraqueza do seu agora ex-líder. Ele foi o (único) culpado por tudo de ruim que lá aconteceu? Evidente que não, mas seu dever como líder era identificar corretamente e solucionar os problemas e ano após ano, pelas mais diferentes razões, isso não pareceu acontecer. Só não entendo porque colocar em seu lugar um homem sem experiência de pista como Marco Mattiaci, que chefiava as atividades comerciais da marca italiana nos Estados Unidos.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1


Essa escolha, aliás, pode ter algumas explicações: ou é uma chefe-tampão, que fica até conseguirem anunciar alguém que realmente queiram e aí podemos elucubrar nomes já ventilados recentemente AQUI, como Flávio Briatore, Bob Bell (conceituado diretor técnico da Mercedes que anunciou hoje que saiu do cargo em novembro do ano passado mas ficará na equipe até o fim desse ano), e mais coerente ainda, Ross Brawn, que poderia voltar para a Ferrari após seu ano de descanso e pescaria ou realmente acham que Mattiaci tem o dom necessário para liderar a equipe de volta ao topo, mesmo sem maiores comprovações conhecidas por quem não é da fábrica.

De qualquer modo parece claro que ao menos grande parte dos problemas de competitividade do carro desse ano vão se arrastar mais ainda, porque vai demorar um bom tempo para o novo líder conhecer e se ambientar ao ambiente de corrida e a seus comandados, conseguir entender, diagnosticar e pensar em soluções para corrigir o rumo errado em que se encontram. E nesse ínterim, será que Fernando Alonso terá a paciência de esperar (ou capacidade para liderar) e apostar em uma sexta temporada seguida por lá em 2015 ou vai se sentir ainda mais tentado a ir para a promissora McLaren-Honda (mas que, convenhamos, hoje não está muito melhor)?

Desejo toda a sorte ao novo comandante, pois gostaria muito de ver a Ferrari disputando vitórias roda com roda com McLaren, Williams, Red Bull e Mercedes lá na frente.

sábado, 12 de abril de 2014

Ford e BMW podem voltar à F1. Renault e Mercedes quase saíram


Bons tempos de mais motores na pista - e desenvolvimento liberado

A implantação dos novos motores V6 1.6L Turbo teve alguns efeitos positivos para a Fórmula 1, além de fazê-la mais ecologicamente amigável ao meio ambiente: ela despertou o interesse de antigas fabricantes que já correram por lá: Honda, Ford e BMW.

A Honda já anunciou que volta ano que vem ao lado da sua ex-parceira McLaren e outras duas montadoras tem sido citadas como possíveis interessadas em voltar ao grid da categoria, exatamente porque ambas também tem uma linha ampla de motores turbo de alto rendimento, de modo ga facilitar o intercâmbio de tecnologia e ao mesmo tempo criar um vínculo de marketing entre os motores de pista e de rua.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Ford apostou pesado na Stewart até comprá-la no fim de 1999
Claro que a possibilidade dessas fabricantes voltarem ainda é especulativa, mas certamente uma das intenções da FIA é exatamente essa e a torcida para que ocorra é grande. Hoje temos apenas 3 marcas na pista: Ferrari, Mercedes e Renault. Há 10 anos, tínhamos 8 fornecedoras (Ford, Renault, Honda, BMW, Ferrari, Cosworth, Toyota e Mercedes) e há 20 anos então, eram 9 (Ford, Renault, Mugen-Honda, Ilmor, Hart, Ferrari, Mercedes, Yamaha e Peugeot), demonstrando claramente como é necessário pensar a categoria também sob esse aspecto.

Outro efeito menos conhecido, entretanto, foi manter 2 dessas parcas 3 atuais fornecedoras na pista. Tanto Renault como Mercedes avisaram que se a FIA mantivesse em uso os velhos V8 2.4L aspirados, eles abandonariam a categoria  por não haver relevância com sua linha de produtos de rua, assim como a Cosworth o fez no ano passado, mas por questões econômicas (eles tem o novo motor pronto, mas precisam de investimentos e uma equipe parceira)

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Fórmula 1 terá nova equipe


Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Gene Haas, dono de uma das principais equipes na Nascar recebeu o sinal verde oficial da FIA para correr na Fórmula 1 na temporada 2015. A informação da concessão dessa autorização foi transmitida nessa sexta-feira ao dirigente, segundo informa o jornalista inglês Jon Noble, editor da tradicional equipe inglesa Autosport.

Agora vem a parte mais difícil: montar propriamente a equipe com centenas de mecânicos, engenheiros, projetistas e seus vitais patrocinadores para conseguir projetar a tempo um carro desde a estaca zero para o ano que vem, além de fechar com um fornecedor de motores, contratar pilotos, tudo isso em muuuuuuuito pouco tempo. Será que eles conseguirão alinhar os carros a tempo em menos de 1 ano ou vão preferir deixar para 2016 - se é que isso pode ser feito?

Reveja o programa "TV Corrida" com Chico Serra!

O programa "TV Corrida" vai ao ar todas as 4ªs feiras às 15hs sempre AO VIVO na alltv.com.br.
Nessa semana contamos com o grande Chico Serra, piloto que contou sua trajetória de vida, passando pelo kart, F-Ford, F3 inglesa, F2, Fórmula 1 e Stock-Car. Ele também falou do contato com Ayrton Senna (e da carta que recebeu dele), de Nelson Piquet e dos irmãos Emerson e Wilsinho Fittipaldi.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

O complexo volante da F1 2014


A equipe Sauber divulgou um vídeo e uma foto de seu complexo volante do carro da temporada 2014 com um infográfico mostrando as funções das dezenas de botões de apertar, girar e virar em sua superfície. A legenda está toda em espanhol, então a maioria de vocês vai entender grande parte das funções direitinho. A grande novidade do ano é a adoção, por várias equipes, de uma tela de cristal líquido que passa informações mais precisas sobre algumas funções e reações dos sistemas do carro. Clique na imagem acima para ampliá-la! Abaixo segue o vídeo em inglês:

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Briatore na Ferrari?

Parece que o lugar de Stefano Domenicali está a perigo. Segundo alguns rumores vindos da Europa, Ross Brawn e mesmo o controverso Flávio Briatore (que também é empresário de Alonso) estariam numa lista de possíveis substitutos para o cargo de chefe de equipe da poderosa Ferrari.

Entra ano sai ano Domenicali não consegue liderar sua enorme e cara equipe rumo a um projeto vencedor de carro e sempre passa os campeonatos correndo atrás do prejuízo. É ele que projeta os carros? Claro que não, mas é ele que define e coordena as pessoas que o faz e não parece estar funcionando há algum tempo, basta lembrar que um piloto nunca foi campeão na equipe sob seu comando, iniciado em 2008.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Com mais um inicio de ano decepcionante e às voltas com o fantasma da saída de Alonso rumo à McLaren, circula a informação não confirmada de que Luca de Montezemolo teria dado um ultimato ao seu comandado para que resolva os problemas de motor (falta de potência e peso excessivo, segundo se comenta) e do carro (desgasta demais os pneus traseiros).


Pode ser que esses rumores não se provem certos e acabem não se concretizando, mas certamente a pressão sobre os ombros de Domenicali está ainda maior, após a saída de Montezemolo antes do fim do GP do Bahrein e a irônica comemoração de Fernando Alonso pela conquista 9ª colocação nesse GP, justo no ano em que a Red Bull tropeçou e não está liderando com folga e eles poderiam ser a força dominante, papel hoje preenchido com folga pela rival Mercedes.

Será que Domenicali reage e fica ou sai do comando? Pelo histórico, não conseguirá tirar um coelho da cartola (aliás, já falei sobre sua questionável liderança NESSE ARTIGO do ano passado). Se sair, quem você preferia ver assumindo seu lugar, Ross Brawn ou Flávio Briatore? Não gosto da ideia de Briatore de volta à F1, mas esse pessoal tem memória seletiva e esquece suas picaretagens... Também vou colocar o nome de Martin Withmarsh como uma possibilidade, pois este saiu bem por baixo de sua própria chefia e parece estar sendo escondido em algum porão na sede da McLaren! Aguardemos...

Mudança no carro da Lotus


Apesar de ainda não ter marcado seu primeiro ponto no campeonato, a enfraquecida equipe Lotus não se acomodou e paralelamente a sua busca por resolver os problemas mecânicos e eletrônicos que a afligem desde a pré temporada, também tem investido em novidades aerodinâmicas, como por exemplo um novo difusor de ar dianteiro, aquele que fica no começo do assoalho e que divide o fluxo de ar entre os lados do carro em sua parte inferior.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Antes essa área tenha uma conexão entre o assoalho e o cockpit feito por uma única haste, para não permitir que a ponta do assoalho tivesse variações em sua altura. Agora aparentemente há 5 hastes, todas mais grossas, sobretudo a central, possivelmente para coordenar melhor o ar que passa por lá. Será que essas superfícies a mais não geram mais arrasto aerodinâmico? Certamente eles pesaram essa possibilidade e avaliaram que valia a pena. Clique na imagem para ampliá-la!

quarta-feira, 9 de abril de 2014

O grande segredo da Mercedes


O segredo em si havia sido revelada uns bons dias atrás, mas agora o canal a cabo inglês Sky fez essa ótima e didática apresentação em vídeo com Martin Brundle explicando porque o fato da Mercedes ter separado o compressor de ar da turbina, algo teoricamente bastante simples, lhe dá uma série de vantagens de desempenho em relação às suas rivais (em resumo: ocupa menos espaço, necessita menos refrigeração, permitindo entradas de ar menores e mais aerodinâmicas, permite o câmbio ficar mais centralizado, assim melhorando a distribuição de peso do carro, reduz o tempo de reação do turbo, exigindo menor uso da unidade de potência elétrica, que é menos solicitada para compensar essa demora, além de usar uma estrutura para refrigeração mais compacta), tudo bem demonstrativo e fácil de ver e entender (em inglês). Dica dos leitores Leandro Lefa Rossano Lopes.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1