terça-feira, 29 de abril de 2014

20 anos depois, Barrichello lembra a morte de Senna

Nesse vídeo gravado no último fim de semana, Rubens Barrichello lembra do seu acidente na sexta-feira dia 29 de abril e da morte de seu amigo e ídolo Ayrton Senna dois dias depois em 1º de maio e as consequências disso na corrida e ano seguintes.

Barrichello lembra também do legado deixado pelo tricampeão como na melhora de segurança da categoria e os importantes trabalhos sociais do IAS, o famoso Instituto Ayrton Senna, liderado desde o inicio pela irmã Viviane Senna:

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1



5 comentários:

Eduardo Loner disse...

Se Ayrton Senna criou a(o) GPDA e o Barrichello assim como muitos outros pilotos presidiram essa associação em busca de mais segurança para o esporte, sintam-se com o dever cumprido!!!
20 anos sem 1 acidente fatal!

clserra disse...

Rubinho! duas palavras para resumir tudo. Respeito, Honra.
#tamojunto.

Fernando Firebol disse...

Rubinho , sempre esse menino. Muito bom ouvir você falar, esteve muito perto dele (Senna) e o carinho e respeito como fala. Não sabia que o seu acidente havia sido pior do que pareceu. Quanto ao fato de vc ter engolido a língua por exemplo, acho que nunca foi dito. Não me lembro mesmo de ter ouvido antes.
Abraço Rubinho. Torço sempre por vc.

Anônimo disse...

A GPDA foi criada nos anos 70.

José Inácio Pilar disse...

Exato! A GPDA foi criada nos anos 70, mas com o tempo perdeu força e morreu, sendo recriada por Senna em 94.

Abs!