terça-feira, 29 de abril de 2014

A forte batida de Barrichello

Instintivamente, Barrichello tenta proteger a cabeça com as mãos
Ferido, Barrichello recebe os primeiro cuidados do Dr. Sid
Nessas fotos acima, abaixo, ao lado e também no vídeo abaixo, trecho do famoso filme-documentário sobre Ayrton Senna, vemos o violentíssimo acidente que Rubens Barrichello sofreu nos treinos livres da sexta-feira, dia 29 de abril de 1994 no fatídico GP de Ímola de Fórmula 1 na sexta

Após perder o controle do seu carro, o piloto decolou em alta velocidade com seu Jordan-Hart numa zebra alta da variante bassa e capotou violentamente após atingir a grade de proteção sem o "desconto" da desaceleração e absorção de impacto na barreira de pneus, já que ele acabou voando por cima deles. 

Barrichello é levado ao helicóptero médico
Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Nesse acidente ele ficou inconsciente e quase morreu asfixiado pela própria língua, que por cerca de 6 minutos bloqueou suas vias respiratórias, que só foram desobstruídas com a chegada do médico da F1, o professor Sid Watkins - a consequência é que ele pouco se lembra desse dia, da batida, resgate, da visita de Senna no ambulatório, e até de coisas um pouco posteriores, como o funeral do tricampeão.

No vídeo vemos também a reação da equipe Jordan e do tricampeão da Williams, que, proibido de entrar pelos seguranças, teve que pular o muro do centro médico para obter informações sobre o estado de saúde de Barrichello e transmití-las à imprensa que aguardava notícias na entrada do local. Clique nas imagens para ampliá-las

10 comentários:

Alberto Suannes disse...

foi forte demais a batida... pqp

Fã disse...

Não é a toa que apesar do talento, ele não pode contar com a sorte durante sua carreira, acho que ele gastou quase toda sorte saindo vivo dessa.

Stefano Lima disse...

Essa virada de carro que o comissário deu, poderia ter causado um estrago maior pra saúde do Rubens. Note como a cabeça chacoalha quando o carro é virado.

Silvestre Zanon disse...

Eu ia dizer exatamente o que o Stefano Lima comentou aí....absurdo isso!!!

Anônimo disse...

Aposenta Rubinho, Stock-Car é muito pra você! Fizeram tanto oba-oba(tanta proteção)em cima de Barrichello, no fim, ele não era nada disso, desde 1993 é mais fiasco que alegria!

E não me venham que idade pesa, estamos falando da 'massacrada' Stock-Car! A gente observa o talento desse Felipe Fraga, outra vez Rubinho deixa o torcedor passando raiva...

###Chega né Rubinho###

Marcelo

Anônimo disse...

^^^^^^
Chegou o lambe-bolas de alemão.

Israel disse...

Totalmente fora de contexto... Se liga!

Renan AMD disse...

Anônimo, deixa o Rubens trabalhar e ganhar o R$ dele, deveria parabenizar o cara por ter mercado de trabalho p/ ele independente da categoria, se é essa a paixão dele e consegue fazer, deixa o piloto ser feliz. Inveja da felicidade alheia devia ser crime...

Anônimo disse...

Barrichello foi um grande piloto de F1, o azar dele foi ser companheiro do Schummi. Só isso.

Danilo Candido disse...

Galera, esse Marcelo é o "homem copia e cola da Wikipédia", não dêem bola...
Sem-noção total.