sábado, 24 de julho de 2010

Mclaren mexe (de novo) na sua traseira

Sem trocadilhos, dessa vez foi o formato do fim do escapamento que foi alterado para a classificação, visando provavelmente gerar um fluxo mais amplo e lateral na saída dos gases emitidos pelo motor, veja na comparação das imagens abaixo: (Clique nas imagens para ampliá-las)
 

3 comentários:

juliane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
juliane disse...

A Fórmula 1 está de volta à era, digamos, mais "romântica"."Como assim?" devem estar se indagando. Explico: com a saída da maioria das grandes montadoras depois do "Pacto de Concórdia" da "GPW não-sei-o-quê" com Ecclestone, e "sua" FOM, que expirou em 2008, equipes de fábrica como a "vermelhinha" e a Mercedes GP saem na frente (devido a seus maiores orçamentos, claro). Nâo tem escapamento "não-sei-o-quê" de "tal " equipe que dê jeito. Bom... Entendes?

juliane disse...

Hum.. Hum... Já pedindo desculpas pelo erro de um comentário duplo na hora da digitação, e já aproveitando para endossar e terminar o comentário anterior, a F1 está com ares mais "românticos" devido a ter, como nos idos dos anos 50 a 70, e um pouco dos anos 80, equipes comprometidas com o esporte e não em primeiro lugar com as cifras, significa, assim, por extensão, que não que equipes menores não possam vencer, mas é mais difícil, sem dúvida, no páreo com as oficiais de fábrica. Assim, ufa...