quinta-feira, 5 de junho de 2014

Red Bull e Toro Rosso teriam participado de teste secreto e proibido

Red Bull e Toro Rosso são consideradas as maiores parceiras da Renault nesse ano difícil

Segundo o jornal alemão Bild, as equipes Red Bull e Toro Rosso teriam participado de uma sessão secreta e proibida de testes no começo do ano, para tentar resolver parte dos problemas dos motores franceses da Renault.

A dita sessão de longos seis dias de testes teria ocorrido após a última bateria de testes coletivos no Bahrein e antes da abertura do campeonato, na Austrália. Informações a respeito desse suposto teste ocorrido num setor de provas de uma empresa austríaca na cidade de Graz teria vindo para o conhecimento público após correspondências para a FIA e para as equipes Ferrari, Sauber e Ferrari terem vazado...

Segundo o periódico alemão Auto Bild, entretanto, o teste teria envolvido apenas a equipe satélite do grupo Red Bull, a Toro Rosso e de acordo com o jornalista Matt Somerfield, a Red Bull já teria vindo a público negar que tenha tomado parte de tal teste.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

A Toro Rosso e a Renault por enquanto não se manifestaram, mas para dar mais lenha nessa fogueira, o piloto Antonio Felix da Costa, que testou com a equipe italiana no começo do ano, tweetou à época dos aludidos testes que ele estava mesmo indo para a Áustria para uma "viajem de 5 dias" e dois dias depois tweetou novamente "passando o final de semana em Graz, Áustria. Não por minha escolha."

Claro que nada foi comprovado ainda e por enquanto é apenas uma teoria de parte da imprensa, mas vamos ver se no decorrer desse final de semana do GP do Canadá mais novidades sobre o espinhoso e potencialmente bombástico assunto virão à tona.

Caso seja confirmado que o teste de fato ocorreu - algo claramente proibido pelo regulamento esportivo da categoria desde 2009, as implicações são gravíssimas tanto para a Toro Rosso e Renault como para a Red Bull, mesmo no caso dela não ter participado, pois ainda assim teria sido indiretamente beneficiada pelas informações e melhorias testadas pela sua equipe satélite. A ver...


3 comentários:

Anônimo disse...

O que pode acontecer se for verdade?

Uma big multa para ambas;

Perda das pontos no mundial de construtores;

E não receber o dinheiro da participação na F1 (não sei como chama isso).

Ou seja, a mesma penalidade imposta à McLaren em 2007.

E a última: isso explicaria a melhora repentina das unidades de força da Renault, da pré-temporada para o GP da Austrália, porque aquilo pra mim foi sem explicação.

Iuri Gomes disse...

Nao vi melhora nenhuma,o Riccardo levando o carro nas costas e o Vettel apanhando porque nao tem o melhor pra guiar este anl

Michael Harteman disse...

Yuri, tem e tem MUITA diferença... A RBR não estava conseguindo parar na pista nos primeiros testes oficiais, Vettel chegou a dar uma volta e nao treinar mais, hoje a RBR é a segunda força, Bota diferença nisso!!!