sábado, 22 de fevereiro de 2014

Testes do Bahrein - 4º e último dia


E o último dia de testes desses 4 dias no Bahrein terminou como teve sido os demais: carros equipados com motores Mercedes na ponta, seguidos pela Ferrari e a tropa da Renault, com a Red Bull novamente enfrentando problemas e andando pouco...

Hoje a atual equipe campeã só conseguiu dar 19 voltas, só andando mais que a nanica Marussia-Ferrari na tabela geral de voltas dos testes de inverno, visto que ela também tem enfrentado problemas sérios de confiabilidade de peças do seu carro e deu 5 parcas voltinhas. Na turma dos que enfrentaram problemas hoje também acrescentamos a Sauber, que ontem havia dado 96 voltas e a Force Índia, que igualou as 19 voltas da Red Bull.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Os destaques foram a bela volta rápida de Nico Rosberg, baixando em 1 segundo o melhor tempo dos testes, que já era da equipe, obtido ontem por Lewis Hamilton, a estréia do brasileiro Felipe Nasr, que deu boas 87 voltas na sua estreia pela Williams (daria mais se não houvessem tantas bandeiras vermelhas) e a batida leve de Kimi Raikkonen ao fim da sessão, após dar bons 82 giros.

Hoje a equipe que mais andou pela Renault foi a Lotus, 59 voltas para Pastor Maldonado. A  normalmente confiável Caterham alternou Kobayashi e Ericsson, mas deu apenas 21 voltas. A ordem de forças entre motores parece permanecer a mesma, com Mercedes sobrando na frente, seguidos pela Ferrari e com as equipes que usam Renault se alternando para vem que não enfrenta problemas... A luz de alerta continua bem acesa e piscante para eles.

Abaixo vemos a tabela completa do 4º dia, lembrando que daqui a 4 dias os carros voltam à mesma pista para os 4 últimos dias de testes da temporada antes do GP da Austrália:

17 comentários:

joao carlos disse...

Ótima estreia de Felipe Nasr, torcer para que 2015 tenhamos mais um brasileiro em um carro competitivo, e por falar em competitivo acredito que esse ano a Williams vai dar trabalho para as Grandes!!

Anônimo disse...

Cade o Massa ?

Anônimo disse...

Esse carro da Ferrari cheira fracasso, igual o de 2009. Montezemolo disse que não admitirá mais um vice, do jeito que tá, nem terceira será no mundial de construtores. Guardem isso.

Anônimo disse...

Ele será o prejudicado da vez, exatamente como aconteceu com Pizzonia, Barrichello e B. Senna. Simples assim. Afinal, na F1 o velho dá lugar ao novo, e o mais "pobre" dá lugar ao mais "rico", igual acontece na vida real.

Eloir disse...

Pelo jeito a Williams vai continuar chegando depois da oitava posição.

Anônimo disse...

O carro da Ferrari cheira a fracasso?

Huahuahuahauauhauahuhuahuaha

Os caras inovaram nos motores e tem um propulsor mais leve que o da concorrência... Mercedes e Renault já estão copiando a Ferrari...

E tem doido dizendo que a Ferrari cheira a fracasso

Isso é coisa dos aluados anti Alonso....

A Ferrari está muito bem... Não apresentou nenhum problema sério e o motor parece ser muito bom....

A aerodinâmica do carro foi desenvolvida com a ajuda do Byrne.....



Parem de falar tosquerias

Eloir disse...

Pelo jeito a Williams vai continuar chegando depois da oitava posição.

Anônimo disse...

Pelo jeito a Williams vai ficar antes da 8º posição.

Porque o Felipe Nars que é novato na categoria fez voltas constantes o carro pareçe estar facil de guiar e o tanque não estava vazio!

Vejo as posiçoes do grid assim
1º Mercedes
2º Mclaren
3º Williams
4º......

skidwasted disse...

Estou achando que as equipes da Renault irão pedir alguma cláusula especial para continuarem a desenvolver o motor depois do dia 28/02, senão podem boicotar o campeonato.

Anônimo disse...

Final do ano vai dar Vettel campeão, e choronso vice como sempre...Anotem aí!

Anônimo disse...

O motor pode ser leve, mas o peso final do carro acaba dando na mesma.

A propósito, o motor Mercedes apesar de ser mais pesado, não viu adversários à altura até agora.

Se não tiver uma virada de mesa até o primeiro grande premio, o campeão desse ano estará equipado com motor Mercedes, sem dúvida.

Mais ou menos o que ocorreu em 2009 com o difusor duplo da Brawn GP.

Por isso, A FERRARI CHEIRA FRACASSO... kkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Final do ano o Vettel não consegue nem quarta colocação.... Sem foguete, o alemaozinho chorão nem sai do canto....

Os anti Alonso estão com furúnculos no c**** esse ano

Paulo disse...

Cada merda que alguns anônimos falam aqui, não tem coragem nem de por o nome nas porcarias que falam.

Eloir disse...

Ainda acho que a willians vai ficar atrás da force india, ao menos no começo do campeonato, ou seja, vai ser a quarta ou quinta potência, é evidente, só é necessário ver os tempos dos testes.

Thiago carmo da costa disse...

Aposto na Williams a frente da Force Índia. Mercedes, Mclaren,Ferrari, Williams, Lotus, Force Índia,

Everton disse...

Choronso vai tomar um pau violento do Kimi esse ano!

marcos disse...

Infelizmente o que a imprensa alemã alertava que os motores Mercedes eram melhores que os da concorrência está acontecendo. A Renault sabe fabricar bons motores aspirados, mas não são excepcionais, talvez só 1991 quando tinha um motor com 740 cavalos, contra 720 da Honda V12 e 750 da Ferrari V12, em 1992 os Honda já estavam atingindo no fim do ano 850 cavalos e a Renault 780 cavalos, a Renault, nos anos 80, sempre teve dificuldade em motores turbos, no passado os turbos da Renault eram ruins de reta, beberrões, só eram bons de treino, mas perdiam também para a maioria dos motores nas retas. Vou até mais adiante os motores Renault aspirados quase sempre tinham menos cavalos que os concorrentes exceto 1991, os Renault (leia-se Red Bull) começaram a crescer a partir do segundo congelamento de giros do motor em 2009 os motores podiam dar no máximo 18 mil giros...aí sim começou a reação da Red Bull, antes disto os motores BMW, Mercedes e até Ferrari, Toyota e Honda tinham mais cavalos que os Renault...em 2013 o motor da Mercedes era o mais potente com 30 cavalos a mais que o Renault e 15 a mais que o Ferrari, mas o Renault é mais econômico gasta 20 litros a menos de combustível, portanto os motores de 2013 estavam nivelados, o sucesso da Renault se chama Adrian Newey tanto na década de 80 com a Williams como agora na Red Bull, a Renault paga um bom dinheiro para a Red Bull manter este projetista na equipe, já a vitória da Renault em 2005/2006 se deve a diversos fatores (Alonso, chassis com amortecedor de massa, resistência dos Michelin) os Renault ganharam mesmo com 30 cavalos a menos. A FIA com um regulamento duro no motor, e um desenho onde o a aerodinâmica não é tão importante, o Piquet chegou a dizer que no regulamento antigo a aerodinâmica valia 75% do carro, eles conseguiram acabar com o mago dos chassis Newey, assim como acabaram em 2005 com o Schumy...o novo regulamento acabou com os Bridgestone beneficiando os Michelin, em 1988 eles acabaram com os econômicos Honda turbo, em 1993 acabaram com a suspensão ativa casualmente quando Senna estava assinando um contrato com a Williams, Briatore disse que: Se Senna for para a Williams ele vencerá todas as provas em 1994...a FIA foi lá e mudou as regras...isto sempre existiu...Eu defendo a eliminação do Newey da F1, por ser gênio ele é muito perigoso...ele conseguiu fazer os fracos Hill, Villeneuve e Mansell campeões.