quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Sobre a saída de Perez da McLaren


Sérgio Perez publicou agora pouco em seu Twitter um comunicado unilateral confirmando sua saída da McLaren ao fim desse ano, num gesto que parecer ir contra o timing que a equipe calculava para o anúncio. Seu substituto deve ser o dinamarquês Kevin Magnussen, embora Nico Hulkenberg, na minha humilde opinião, ainda faça mais sentido pelo seu comprovado talento e maior experiência.

Para Perez ainda restam vagas abertas em equipes interessantes, como Lotus, Force Índia e Sauber e sua presença no mercado de pilotos disponíveis certamente vai tornar as coisas ainda mais disputadas pelos próximos tempos, com Esteban Gutierrez, Nico Hulkenberg, Pastor Maldonado, Adrian Sutil e Paul Di Resta ficando ainda mais tensos com o novo e qualificado concorrente, que ainda poderá ter mantido o importante apoio financeiro da Telmex.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

De qualquer forma me parece claro que depois do piloto, a parte mais desgastada nessa situação foi a McLaren, pois a saída do mexicano é uma admissão cabal de que erraram, seja ao escolher o piloto errado ao fim do ano passado (e Hulkenberg estava disponível), seja ao não conseguir extrair o melhor de um piloto que já havia mostrado bons serviços na Sauber. Além disso a possibilidade de não contarem mais com a generosidade financeira do bilionário Carlos Slim, certamente outro efeito que objetivaram ao contratar Perez, deve agora ter perdido muito força, senão toda.

5 comentários:

David Antonio disse...

Jose Inácio, visito sempre seu blog, parabéns pelas noticias e analises sempre com muita qualidade e credibilidade. Ha algum tempo tenho lido nos mais diversos veículos de noticias sobre uma relação instável do Perez com a McLaren. Apesar de haver essas noticias nunca se entra em detalhe do por que dessa má relação, você saberia me falar?
Obrigado, Abracos

paulo lima disse...

Acho Sergio Perez um piloto mediocre, fez corridas se achando um asnovolante mas penso que pior que ele so mesmo a McLaren, que porcaria de carro, mesmo Button que é um Campeão não fez nada impressionante este ano, então ainda estou em duvidas de quem foi pior, o piloto ou o carro.

Anônimo disse...

Você conhece o My Racing Career?
É um jogo onde você cria um piloto e vai treinando-o passando por várias categorias desde o kart até, quem sabe, a Formula 1! O jogo é super descomplicado e tem uma galera sempre disposta a ajudar.
E aí, topa o desafio?

http://www.myracingcareer.com/r7489/

Jobson disse...

José Inácio,

A McLaren fez um carro sofrível em 2013, que tem tudo para ser um dos piores da sua história, e por isso não culpo os pilotos. Entretanto, Sergio Perez, mesmo com esse carro ruim fez pouco para um piloto que chegaria na equipe inglesa para massacrar o Jenson Button, algo que convenhamos, nem o badalado Lewis Hamilton conseguiu!

Creio que o mexicano foi uma aposta válida, pois na época de sua contratação a McLaren ainda não tinha fechado o acordo de parceria com a Honda. E com certeza a dispensa de Perez já tem o dedo dos japoneses.

Abraço!

Lucio Linconl disse...

Acho que S.Perez foi contratado na antecipação dos patrocínios que C.Slim poderia trazer à McLaren.

Esses patrocínios mexicanos não vieram. S.Perez perde sustentabilidade e pior se mostrou ser de difícil relacionamento.
A Honda veio e aparentemente com força financeira. Tchau Perez... Vem Magnussem pra tb ser fritado em 2014.

Aí em 2015 a Honda banca uma super-contratação, F.Alonso...?!?!?!


P.S: enfim é uma baita sacanagem com os pilotos, mas a F1 sempre foi assim...