quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Sobre Kovalainen na Lotus

Depois de analisar os candidatos disponíveis no mercado e quase fechar com Nico Hulkenberg (que recusou para não se queimar com a Sauber), a equipe Lotus decidiu assinar com Heikki Kovalainen para substituir o também finlandês Kimi Raikkonen nas duas corridas finais da temporada 2013 da Fórmula, nos Estados Unidos e no Brasil, pelo menos é o que garante o canal de TV finlandês MTV3

Em isso se confirmando, fica claro que eles preferiram optar por alguém com alguma experiência recente em corridas de Fórmula 1 e Kovalainen competiu até 2012 pela Caterham e ainda correu com os carros 2013 nos treinos de sexta-feira nesse ano por seis vezes, o que em tese diminuiria sua desvantagem para se adaptar ao carro da Lotus desse ano (equipados com o mesmo motor Renault da Caterham) e para se entender com os novos compostos usados pela Pirelli.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Com isso a posição do terceiro piloto das equipes de F1, no caso da Lotus ocupada pelo campeão da GP2 de 2012 Davide Valsechi fica ainda mais fragilizada, mostrando que na F1 atual esse posto é praticamente figurativo graças a falta de experiência prática, que os torna uma aposta ruim em caso de precisarem de um piloto preparado para disputar corridas. Só como curiosidade, foi comentado que a equipe teria oferecido essa vaga à um tal de Michael Schumacher, mas o heptacampeão também recusou o convite.

Vamos aguardar um anuncio oficial da equipe.

4 comentários:

Edmilson disse...

Taí um piloto que merecia uma outra chance na F1, O Hulkemberg foi fiel a Sauber, veremos se a Sauber será fiel a ele, Kobayashi tá aí vivinho. Espero que não tenha sido um tiro no pé, do Hulkemberg, um cara "azarado" as chances que aparecem pra ele, está no lugaar e hora errado. A F1 se transformou em um "triturador" de Pilotos, Alguém aí lembra de Petrov, Alguesuari, Buemi,Liuzzi, Bruno e Razia? Agora a GP2, o Valsechi seria o cara, duas corridas e os caras vão atrás de outro piloto. Está dificil até a categoria de acesso está ficando pra trás. O Felipe Nars que se cuide. Um abraço!

Anônimo disse...

A Lotus esta de bobeira, ela devia ir atrás do Pérez como opção real, o mexicano esta "queimado" na Mclaren, mas conta com os milhões de Carlos Slim, fora experiência com pneus Pirelli. A Lotus pode fica sem a grana da Quantum e sem Hulkenberg! Maldonado conta com o milhões da PDVSA, mas a Lotus conta com apoio da petrolífera TOTAL. Ninguém sabe como ia ficar esse conflito, e a Total quer Grosjean no time.

O venezuelano poderia correr pela Lotus em Austin e Interlagos, mas o time não pode colocar Maldonado no carro enquanto negocia com a Quantum! Teria o problema da Williams liberar Maldonado, mas isso poderia ser resolvido, coloca o Valsecchi na Williams, resolvido...rs

A Lotus esta em uma sinuca de bico danada!

Mclaren também esta vacilando, devia fechar com Hulkenberg visando o futuro(imaginem pra 2015:Alonso+Hulkenberg+Honda). Pérez fecharia com a Lotus e Maldonado ia tentar vaga na Sauber ou F.Índia!

Sem Raikkonen, sem a grana da Quantum, sem o talento de Hulkenberg. Pérez seria a melhor opção para a Lotus, por segurança ela teria que ir atrás do mexicano.

RBR - Vettel e Ricciardo
Mercedes - Hamilton e Rosberg
Ferrari - Alonso e Raikkonen
Lotus - Pérez e Grosjean
Mclaren - Button e Hulkenberg
Force Índia - Maldonado e (Di Resta ou Sutil)
Sauber - Sirotkin e (Sutil ou Maldonado)
Toro - Vergne e Kvyat
Williams - Massa e Bottas
Marussia - Bianchi e Chilton
Caterham - Pic e Der Garde

Quem pode dança por falta de grana seriam Di Resta ou Sutil. Ainda tem Petrov e Nasr com bons patrocinadores pra brigar pelas últimas vagas.

Anônimo disse...

Você conhece o My Racing Career?
É um jogo onde você cria um piloto e vai treinando-o passando por várias categorias desde o kart até, quem sabe, a Formula 1! O jogo é super descomplicado e tem uma galera sempre disposta a ajudar.
E aí, topa o desafio?

http://www.myracingcareer.com/r7489/

Ricardo Miller disse...

Pqp, se controle meu jovem. Só bagunçou pra lá e pra cá e nao falou nada