quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Massa vs Ferrari



Mal Felipe Massa deu uma entrevista falando sobre seu futuro pós-Ferrari, incluindo seus planos de curto prazo e já teve que ouvir seu atual chefe puxar-lhe sutilmente a orelha.

Massa disse com todas as letras em uma entrevista concedida a Galvão Bueno que foi ao ar domingo passado, que no restante dessa temporada correrá pensando apenas em si e não mais no companheiro de equipe, quando Galvão perguntou: Você vai ficar ajudando o Alonso nessas últimas sete corridas? "Não, não vou mais não."

Só que ao saber dessa declaração, o presidente da Ferrari Luca de Montezemolo foi bastante claro ao reafirmar a posição do piloto brasileiro nos planos desse ano: "Disseram que o Felipe não ajudará o Fernando? Essa é Boa! Vai ajudar sim. Vai dar uma mão para nós no Mundial de Construtores e ao Alonso no de Pilotos"

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Não trago essa contradição entre as partes para polemizar, mas sim para mostrar o conflito que Massa enfrentará nos boxes: Ele precisa sim focar em seus próprios interesses para tentar se destacar a fazer com que as equipes com que negocie, vejam que aquele piloto veloz, agressivo e sobretudo regular (seu calcanhar de aquiles nos últimos tempos) realmente ainda está vivo e pulsante, apenas encoberto pelos últimos de prioridades de uma equipe que muitas vezes o obrigava a agir no que era melhor para o grupo e Alonso, sem lhe permitir a devida atenção aos seus próprios acertos e decisões individuais desde os treinos livres, à classificação e estratégias de corrida.

Conciliar essa sua necessidade pessoal de mostrar resultados com as prioridades de grupo da Ferrari, a quem ainda deve satisfações e com quem mantém laços profundos de amizade nessas etapas finais será uma costura complicada que exigirá muita diplomacia e tato do piloto e uma dose de compreensão da equipe. Resta ver se ele conseguirá esse espaço interno e, em conseguindo, se voltará a brilhar como num passado não tão distante.

10 comentários:

gibsonjr disse...

E o idiota do Galvaão se diz amigo dele e publica uma matéria dessas??? É óbvio e lógico que ele terá que ajudar. Qualquer funcionário que é demitido nao deixa de ajudar a empresa durante o aviso prévio...

erik henrique disse...

trabalhar ninguém deixa, agora fazer gracinha ninguém faz após saber que foi demitido!!!

150978 disse...

Se eu recebesse 20 milhoes de reais por ano da Ferrari, eu ajudaria até a vozinha do Alonso.

Gustavo disse...

O Massa sempre corre bem em Interlagos. Imaginem uma situação onde ele está em 1º lugar há uma volta do final... o Alonso está em 2º e precisa vencer a corrida para ser campeão. Se o piloto brasileiro não ceder à ordem de equipe, voltará a ser ídolo em nosso país. Se ceder, será a eterna escória do Brasil na Fórmula 1.

César Júnior disse...

KKK Adorei o comentário do Gustavo, mas acredito piamente que como sempre teve um carro prejudicado em relação ao do companheiro, nestas 7 provas pela frente pior ainda será. Ou seja, acredito que ele fará o melhor possível a seu favor, mas sem nenhuma chance de disputar nada com o espanhol.

LenneF1 disse...

Felipe chegou "feliz demais" em cingapura, só a lotus não o deixaria assim tão feliz... tem cheiro de McLaren ai

Davi disse...

Concordo com o Gustavo. Dane-se a Ferrari.

Torres Imóveis disse...

Pau no cú da Ferrari e do Alonso, o Felipe tem pensar nele e em fazer boas corridas para garantir um lugar na Maclaren pq lá não tem palhaçada!!!

Beto Rubiatti disse...

O Alonso ainda consegue ser mais recalcado do que o Alain Prost. Maior prova foi a sacanagem que ele fez com a McLaren. Tanto ele quanto a Ferrari se merecem e o Felipe se não quiser enterrar a carreira dele de uma vez, tem que sustentar o que falou e procurar um outra equipe urgente.

Anônimo disse...

Esse MASSAcrado é mesmo um panaca... Além de péssimo piloto é tambem pessímo profissional.

Francisco Pessoa.