domingo, 24 de junho de 2012

GP da Europa de F1 - Corrida

Esses são os resultados completos do ótimo GP da Europa de Fórmula 1 (em Valência).Vamos agora à tradicional "análise equipe-por-equipe":

FERRARI: Não tinha o melhor carro, ainda que estejam em processo de evolução, mas definitvamente tem o melhor piloto, Fernando Alonso. Ele estava no lugar certo na hora certa, graças à uma corrida agressiva com muitas ultrapassagens desde a 11ª posição onde largou. Com o abandono de Vettel ganhou a liderança e com o posterior abandono de Grosjean, não foi ameaçado em sua belíssima escalada rumo à vitória. Felipe Massa fez uma boa largada e vinha andando bem duas posições atrás de Alonso, mas a sorte não estava ao seu lado e o safety-car na hora errada colocou-o na 14ª posição. Depois disso levou uma pancada de Kobayashi e arrastou-se até o final, chegando atrás até de uma Marússia e das duas Caterham. Azar, justo agora que precisa de sorte, aconteceu, fazer o que...

LOTUS: Muito provavelmente teria seus dois pilotos no pódio e passaria a McLaren na pontuação de construtores, se Grosjean não tivesse problemas mecânicos... Mas o "se" não conta. Aí coube a Kimi capitalizar os abandonos de seu companheiro e dos desastrados Hamilton e Maldonado e subir ao pódio numa corrida boa, mas que não teve o mesmo brilho do jóvem francês.

MERCEDES: O primeiro pódio do heptacampeão veio em circunstâncias parecidas com a dos seus pares campeões no pódio: estava no lugar certo na hora certa, fruto de um ritmo de corrida forte de recuperação desde o grid inicial, onde era 12º colocado. Rosberg não foi tão bem, apesar de largado mais à frente no grid, mas marcou lá seus bons pontos.

RED BULL: Vettel nadava de braçadas largas, com mais 20 segundos de vantagem para o segundo colocado até o Safety-car fazer-se presente. Teve gente na equipe achando que a intervenção do carro madrinha foi um complô para "dar mais emoção" à corrida, o que discordo: havia restos de carro da (co-irmã) Toro Rosso de Vergne pelo caminho, era sim um risco real. Além disso, com um carro tão bom continuariam à frente, como continuaram, até quebrar. Lá atrás Webber veio numa bela corrida de recuperação e se não beliscou o pódio ao menos saiu vice líder do campeonato. Azar de Vettel. Azar mesmo...

FORCE ÍNDIA: Um belo resultado da equipe anglo-indiana, com seus dois carros marcando sólidos pontos e encostando na turma inconstante da Williams. Hulkenberg, que tem ficado devendo à Di Resta respira um pouco mais tranquilo agora. Di Resta, numa ousada estratégia de uma parada única obviamente percebeu que não valeu a pena.

McLAREN: Depois da grande vitória de Hamilton no canada, o inglês errou ao disputar uma posição que de qualquer maneira perderia com sempre imprevisível Pastor Maldonado e levou uma pancada do venezuelano, acabando com sua corrida e sua fugaz liderança no campeonato. A culpa foi do Venezuelano? Sim, mas ele poderia ser inteligente e não se expor ao risco desnecessário. Button fez uma corrida discreta, sem brilho e lançando dúvidas se realmente ele sem reencontrou no MP4/27. Já Sam Michael, diretor esportivo (e ex-Williams) está sob pesadas críticas pelos problemáticos pit-stops da equipe, que apresentou problemas com os dois pilotos.

SAUBER: Certamente a equipe suíça poderia ter lucrado mais do que conseguiu com os 2 pontos de Perez. le até que foi ok, mas o sempre aguerrido Kobayashi estava especialmente afoito e se meteu em confusões demais prejudicando sua equipe, que certamente está de olho nessa sua inconstância.

WILLIAMS: Depois de uma excelente classificação, Maldonado não foi muito bem na largada e perdeu algumas posições ficando entre os 6 primeiros, à espera de algo. Esse "algo" veio no finzinho da corrida com os problemas de Vettel, Grosjean e o desgaste dos pneus de Hamilton, mas ele (mais uma vez) enfiou os pés pelas mão e jogou fora um podio certo. Somando o 6º lugar desperdiçado na Austrália e esse 2º, ele já jogou fora 26 pontos. Senna vinha na corrida dele, andando no pelotão de Schumacher, o que dá para entender que se (sempre o "se") não tivesse se enroscado com Kobayashi poderia marcar pontos graúdos hoje, mas assim como Massa o brasileiro enfrentou má sorte e ao menos marcou um pontinho com a punição ao seu companheiro.

TORO ROSSO: Os carros da equipe não fazem muito por seus pilotos, mas Vergne, por exemplo, piora as coisas com manobras bestas como a que acabou com a sua corrida e a de Kovalainen quando tentou se defender de uma ultrapassagem e bateu no finlandês. Ricciardo, entretanto, foi melhor e chegou até o fim, reforçando uma temporada melhor que a de seu companheiro.

CATERHAM: Parece que começa a brigar com as Toro Rosso em ritmo de corrida. Vamos aguardar mais para ver se foi circuntâncias de uma pista que favoreceu seus carros ou se foi uma evoulução real do conjunto. Petrov e Kovalainen (sobretudo este) vinham numa corrida boa, dentro da realidade deles, mas com a confusão com Vergne o russo chegou à frente.

MARUSSIA
e HRT: Chegar circunstâncialmente à frente de uma Ferrari num GP em que uma outra venceu certamente deu uma alegria à equipe russa, especialmente quando correram com seu piloto menos experiente, já que Glock passou mal no sábado. HRT fizeram mais do mesmo, com o espanhol sempre à frente.

Pos  Piloto        Equipe                     Tempo
 1.  Alonso        Ferrari                    1h44:16.449
 2.  Raikkonen     Lotus-Renault              +     6.421
 3.  Schumacher    Mercedes                   +    12.639
 4.  Webber        Red Bull-Renault           +    13.628
 5.  Hulkenberg    Force India-Mercedes       +    19.993
 6.  Rosberg       Mercedes                   +    21.176
 7.  Di Resta      Force India-Mercedes       +    22.866
 8.  Button        McLaren-Mercedes           +    24.653
 9.  Perez         Sauber-Ferrari             +    27.777
10.  Maldonado*    Williams-Renault           +    34.653
11.  Senna         Williams-Renault           +    35.961
12.  Ricciardo     Toro Rosso-Ferrari         +    37.041
13.  Petrov        Caterham-Renault           +  1:15.871
14.  Kovalainen    Caterham-Renault           +  1:34.654
15.  Pic           Marussia-Cosworth          +  1:36.551
16.  Massa         Ferrari                    +   1 volta
17.  De la Rosa    HRT-Cosworth               +   1 volta
18.  Karthikeyan   HRT-Cosworth               +   1 volta
19.  Hamilton      McLaren-Mercedes           +  2 voltas

(*) Penalizado com 20 segundos a mais em seu tempo final,
não marcou pontos na 12ª poisção que acabou por 
se classificar 

Volta mais rápida: Rosberg, 1:42.163

Abandonos:

Piloto        Equipe                    Na volta
Grosjean      Lotus-Renault                41
Vettel        Red Bull-Renault             34
Kobayashi     Sauber-Ferrari               34
Vergne        Toro Rosso-Ferrari           27
Glock         Marussia-Cosworth             0


Pontuação nos campeonatos após a 8ª etapa:                

Pilotos:                    Construtores:             
 1.  Alonso       111        1.  Red Bull-Renault          176
 2.  Webber        91        2.  McLaren-Mercedes          137
 3.  Hamilton      88        3.  Lotus-Renault             126
 4.  Vettel        85        4.  Ferrari                   122
 5.  Rosberg       75        5.  Mercedes                   92
 6.  Raikkonen     73        6.  Sauber-Ferrari             60
 7.  Grosjean      53        7.  Williams-Renault           45
 8.  Button        49        8.  Force India-Mercedes       44
 9.  Perez         39        9.  Toro Rosso-Ferrari          6
10.  Maldonado     29       
11.  Di Resta      27       
12.  Kobayashi     21       
13.  Hulkenberg    17       
14.  Schumacher    17       
15.  Senna         16       
16.  Massa         11       
17.  Vergne         4       
18.  Ricciardo      2       
       

17 comentários:

Leo Santojo disse...

Corrida sensacional. E no fim a comemoraçao do Alonso emocionou.

Anônimo disse...

ADEUS MASSA

renan disse...

antes que alguem diga que alonso tava com o mesmo carro que massa e ganhou gp mentira pois reparem claramente que o retrovisor do alonso era mais "novo" do que o do massa com uma nova fixacao ,ao inves do retrovisor antigo preso ao cocpit o do alonso era fixado num daqueles dois "apendices" proximos ao retrovisor

Leo Santojo disse...

Que gênio, será contratado como espião pela Red Bull ou McLaren.

Anônimo disse...

Não foi a posição do retrovisor que fez o Alonso ganhar, e sim, uma série de fatores além do fantástico piloto que ele é.

Anônimo disse...

interessante,

o senna tava mais rápido que o schumy , estava com a mesma estrategia e eventualmente ia passar ele.

se não desse merda com o koba teoricamente seria ele em 3 no pódio....esse mlk precisa se benzer.

rafaelhenrique disse...

Alonso é rei !

Farley_Mineiro disse...

Ta aí uma corrida que Massa e Senna viam bem até sofrerem por questões externas. Massa deu o azar de parar 2 voltas antes do safety car e depois da bandeira verde levou uma Lenhada. Antes desse embrólio eles estava em 7º e Alonso em 4º.

Senna Idem, estava em 7º atrás do Schumi com a mesma estratégia dele. Foi lenhado por trás e ainda punido erroneamente.

Anônimo disse...

Inácio, isso ai ainda se chama Lotus-Renault ?

Rodrigo Suardi disse...

Alonso é o melhor do grid, acho que ninguém tinha dúvida disso, mas sou muito realista, gosto de analisar as coisas de forma pragmática e por isso considero ele o melhor do grid pela sua carreira toda e não pelo que fez hoje, que foi sim memorável e fantástico, mas sem a quebra de Vettel certamente não venceria e até mesmo Grosjean poderia ter atrapalhado a festa... (Isso foi dito pelo próprio Domenicalli na Sky Sports)

E além disso temos um dos melhores grids que a F-1 já teve....

Temos uma lenda viva na pista que é o Shumacher, um piloto que já pode escrever seu nome no mural da história que é o Alonso, e pilotos com total potencial para escrever também como Hamilton e Vettel.

Se não bastasse isso ainda temos outros talentos como Raikkonen, Button, Grosjean, Webber, Perez, Maldonado, enfim....

Quem ganha com tudo isso não é o torcedor de X ou de Y e sim o todos por poderem presenciar uma F-1 tão completa como a atual.

Anônimo disse...

mais uma corrida forjada antecipadamente pelos cartolas ..piloto espanhol com patrocinador dos grandes ,santander, que tambem e espanhol ganha o gp tambem espanhol espanhol ..alguma semelhanca?

franq williams faz aniversario no fim de semana da cataluinia e no mesmo dia maldonado ganha o gp...

agora so falta um ingles como o button ou hamilton ganhar o proximo gp tambem ingles e o rosberg o gp da alemanha sem esquecer do cobaiashi vencer pela primeira vez o gp da susuka

da f1 pode esperar tudo depois do rubinho ter tirado o pe para o shumacher na autria em 2002 ou massa ceder passagem para o alonso em 2010 na alemanha ou entao ainda o nelsinho piquet batendo no mura para beneficiar o alonso em cingapura e no mesmo gp seguinte grorjean batendo no mesmo lugar para beneficiar outros ...

Anônimo disse...

como o anonimo disse a f1 ta manchada com tanta falcatrua eu mesmo so assisto por assistir mesmo porque o dinheiro influencia e muito la

mclarem e inglesa e so tem piloto ingles

mercedes e alema e so tem piloto alemao

red bull e patricinadora mas so vai para la pilotos da cademia dela

force india mercedes soa da alemao por la

lotus renalt que tem motores franceses so tem o grorjean por ele ser frances

williams ta a beira da falencia e por isso so tem piloto pagante

e aas outras equipes so tem seus pilotos por aceitarem salarios baixissimos

se o massa sair da ferrari ele vai para lugar algum ,sai dali aposentado..

so voltaremos a ter piloto brasileiro decente quando o brasil tiver uma equipe de f1 e um caminhao de dinheiro para gastar pelo menos por uns cinco anos

Anônimo disse...

Vettel quebrou, Hamilton ficou nos boxes, Groejean quebrou, entao foi mesmo pela agressividade da pilotagem bla bla bla! Foi sorte! Em Las Vegas quem ganha tambem gosta muito!
Com batidas absurdas e bandeira amarela só pra juntar pelotão! Foi a melhor corrida de NASCAR que assisti na Formula 1 !!!!

Julio Barbosa disse...

Ótima corrida! Repito: 'Pobre Bruno...'

E tio Inácio, belas palavras sobre a atitude defensiva do Hamilton, lembro que neste mesmo blog fui criticado por admirar pilotos que pensam no campeonato. Aplico o mesmo pebsamento do caso Takuma Sato na Indy 500.

Ótima análise, mas faltou a sua opinião de forma mais clara a respeito da fechada do Bruno para cima do Koba.

Anônimo disse...

Na volta 8 deu para ver bem, Senna e Schumacher não estavam na mesma estratégia de pneus, Bruno no começo (SOFT) não conseguia acompanhar Schumacher com pneu MED.

Bruno sofria sim forte pressão de Perez que também estava de MED. Já o Schumacher estava botando pressão no Button que tinha pneu SOFT, Jenson na volta 9 foi até para o boxes colocar pneu MED.

Muito relativo o desempenho dos pneus, nem sempre vc esta com pneu mole e o carro anda mais, muitas vezes com pneu duro(menos aderente), curiosamente o carro é até mais rápido.

Posições na volta oito, os melhores na pista:

01-VET-SOFT
02-HAM-SOFT
03-GRO-SOFT
04-KOB-SOFT
05-MAL-SOFT
06-RAI-SOFT
07-HUL-SOFT
08-ALO-SOFT
09-DIR-SOFT
10-MAS-SOFT
11-ROS-SOFT
12-BUT-MED
13-MSC-MED
14-SEN-SOFT
15-PER-MED
16-RIC-SOFT
17-WEB-MED

Pelo que deu pra ver as duas Williams não se dão muito bem de pneu SOFT em início de prova(como ocorreu com Button), quando colocaram os MED melhoraram bem.

Na volta 18, o Schumacher tava segurando uma "galera", uns 9 carros atrás...nesse momento o carro de Senna melhorou, e a Mercedes piorou. Foi nesse momento que a equipe mudou a estratégia com Schumacher! Com pneu duro era para ele dar muito mais voltas, mas não deu! Na volta 20 muito pressionado Schumm(e Webber) foram para os boxes colocar pneu mole, como ele tinha um monte de pneu mole, voltou em 17º fazendo outra corrida, dessa vez de ataque até a bandeirada, e deu certo.

Já Bruno novamente caiu na mesma vacilada da Espanha, um monte de pilotos vinham com pneus novos e carros mais rápidos justamente nessa hora, Raikkonen e Kobayashi estavam justamente atrás do brazuka. Raikkonen mais veloz forçou e passou, Senna que "virtualmente" estava em 8º, não facilitou para Koba e houve o acidente. Alguém na equipe tem que orientar o Bruno nessa hora, dx os caras que estão muito mais rápidos passar e faz A SUA CORRIDA! Deixa para "cerrar os dentes" na hora que tem carro rápido. É o peso da falta de experiência, corrida não é só pé no acelerador, coração e garra...isso funcionava nos anos 80 quando tinha a "molesinha" dos 5 descartes, naquela época vc podia jogar corrida fora, jogou hoje...dançou! Se não for inteligente fica no meio do caminho...e o Bruno tinha um bom carro nas mãos, saiu da 23ºposição na volta 26 para chegar em 11º...que depois virou 10º lugar.

Tá certo que ele ultrapassou muita tranqueira vindo de trás, mas se não tivesse o acidente com Koba, dava tranquilo pra chegar entre os 5 primeiros como ele mesmo admitiu depois da prova.

O carro é bom, mas é a 6º vez que Bruno se "enrosca"(AUS-2/MAL-1/ESP-2/EUR-1), é muita coisa! Maldonado também é exagerado, mas na balança sempre esta brigando lá na frente. Olha o Alonso no Canadá, não tinha pneus no final e dx todo mundo passar, marcou 10 pontos! Lewis foi querer comprar briga com Maldonado muuuito mais rápido...ficou no muro. É uma temporada onde o piloto tem que ser veloz, preciso e cerebral...não é a toa que Alonso esta a frente! Vettel também esta muito bem, podia estar liderando com 120 pontos, mas o carro quebrou, paciência!

Essa Williams de pneu duro esta muito boa, com os mesmo pneus nas voltas finais Lewis estava muito mais devagar, devia ter deixado Madonado passar. Os pilotos da Williams não estão sabendo aproveitar a oportunidade, pior para Senna que no geral esta bem pior que o companheiro. Na parte final Schumacher passou por Bruno como um "raio", o alemão estava voando no final da prova. Bela corrida do alemão e também do australiano.

Anônimo disse...

"Vettel também esta muito bem, podia estar liderando com 120 pontos"

CORREÇÃO!

Vettel teria 110 pontos, colado em Alonso com 111.

Julio Barbosa disse...

Bem colocado Anônimo, piloto hoje em dia tem que ter cérebro, também. Os puramente e somente velozes estão ficando para trás.

E o Vettel não estaria colado com o Alonso com 110, já que o Alonso não pontuaria 25 em Valência.