domingo, 18 de março de 2012

GP da Austrália - Análise "equipe-por-equipe"


Sem dúvida tivemos uma bela corrida nesse GP da Austrália, nada de espetacular, de outro mundo, mas movimentada e disputada em várias posições. Esses novos pneus da Pirelli, fim dos escapamentos sopradores e a relativa estabilidade no regulamento parece ter aproximado as equipes do pelotão intermediário que parece ser um pouco maior esse ano com a presença da Ferrari vinda lá em cima e Williams ascendendo lá de baixo. Button nadou de braçada.

McLaren: Como disse acima, Button nadou de braçada: fez uma excelente largada passando Lewis e depois disso não foi mais ameaçado em nenhum momento, visto que Vettel não tinha o mesmo ritmo e Hamilton, com seu estilo mais agressivo, perdia rendimento mais rapidamente pela maior degradação de pneus. A McLaren dá demostrações de ser o carro a ser batido esse ano, vamos ver se isso se repete ao longo de todos os tipos de pista e se a concorrência, não tão distante assim da Red Bull não os alcança.

Red Bull: Longe de ter aquele carro dominante do ano passado Vettel fez uma corrida sólida ultrapassando quem podia por onde podia (até por fora ele passou). Webber, menos exuberante, ficou um pouco mais para trás, mas nada daquele enorme abismo visto no ano passado e deu canseira em Hamilton na disputa pelo pódio.

Ferrari. Ambos os pilotos fizeram boas largadas, mas depois disso os resultados foram ficando mais e mais distantes um do outro. Alonso manteve-se competitivo o tempo todo, considerando a condição do atual carro e no final foi acossado pela surpreendente Williams de Pastor Maldonado, mas manteve-se à frente o tempo todo chegando a um até que bom 5º lugar, mas longe das duplas de McLaren e Red Bull. Massa, para variar, sofreu muito mais com o desgaste dos pneus do que o espanhol, e seu ritmo de corrida foi caindo ao longo da corrida, amalgamando a já tradicional diferença de desempenho entre ele e seu companheiro. No final se envolveu numa batida de corrida com Senna, que estava mais rápido e abandonou. Foi um péssimo 1º GP para quem tem que impressionar para ficar na equipe.

Sauber Esperava mais dessa equipe desde a classificação, mas mostrou que está forte no bolo do pelotão intermediário. Kobayashy sempre agressivo e ultrapassando sempre que podia, mesmo que às vezes perdesse a disputa, marcou 8 pontos (que seriam de Maldonado) e Perez, vindo de último numa estratégia de parada a menos, marcou outros notáveis 4 pontos numa corrida muito forte também.

Lotus: Logo no começo Grosjean largou mal e poucas voltas depois se achou com Maldonado num acidente de corrida e ficou de fora. Kimi veio lá de trás e fez uma corrida boa, chegando emparelhar (e perder) com Kobayashi numa bela disputa, mostrando que em condições normais a Lotus poderá se dar ainda melhor no bolo intermediário.

Toro Rosso: Com uma das duplas mais competitivas do grid a equipe italiana foi bem e mostrou-se realmente inserida nas disputas por pontos, (repare que do 7º ao 11º eles chegaram colados) cuja alternância entre Ricciardo e Vergne deverá ser constante, pois o ritmo deles é muito parecido.

Force Índia: Esperava mais dessa equipe que foi bem na temporada de inverno. Hulk se envolveu num acidente logo na primeira volta (assim como no seu último GP por lá, em 2010) e logo ficou de fora, Di Resta não teve vida fácil para conseguir esse seu pontinho e ao que tudo indica terão que continuar a suar a camisa para marcar mais pontos.

Mercedes: Depois de uma classificação forte, a equipe teve azar na corrida. Schumacher abandonou quando era 3º por problemas de câmbio e Rosberg disse adeus às suas chances de pontuar quando se tocou com Sérgio Perez na última volta e teve seu pneu furado, mas de qualquer modo ficou evidente que a equipe não consegue replicar em ritmo de corrida o bom desempenho da classificação. Olhos atentos a isso na Malásia.



Williams: Senna teve uma largada confusa e acidentada, despencando lá pra trás e ainda fazendo um pit-stop na primeira volta. Depois disso sua corrida estava completamente comprometida, mas veio remando discreto até encontrar-se com o cada vez mais lento Felipe Massa na pista e então selou o destino de sua corrida ao se enganchar com ele: o fim. Já Maldonado fez uma excelente corrida, agressiva e regular (Adam Parr sorriu no box), mostrando que quando as coisas se encaixam a Williams poderá ir bem, mas no final Maldonado justificou sua fama e jogou no lixo os 8 pontos que marcaria ao rodar sozinho e estampar a parede (Adam Parr não sorriu). Ê Maldonado...

Marussia: O carro da equipe pode até não ser rápido, o que não surpreende, mas terminar com os dois carros sem nunca ter participado de uma sessão de testes é digno de aplausos. O ritmo de corrida foi bem ruim, mas já sabem que tem uma base confiável para evoluir e isso já é um alento.

Caterham: Pelos tempos de volta descolaram-se definitivamente da turma do fundão formada por Marussia e HRT, mas ainda falta um pouco a percorrer para alcançar o pelotão intermediário desse ano, que evoluiu e ficou mais rápido. Seus dois carros abandonarm mostrando que ainda precisam melhorar na confiabilidade, tema recorrente desde o ano passado.



Pos. PilotoEquipeTempo
1.uk Jenson ButtonMcLaren1:34:09.565
2.de Sebastian VettelRed Bull+2.139
3.uk Lewis HamiltonMcLaren+4.075
4.au Mark WebberRed Bull+4.547
5.es Fernando AlonsoFerrari+21.565
6.jp Kamui KobayashiSauber+36.766
7.fi Kimi RäikkönenLotus+38.914
8.mx Sergio PerezSauber+39.458
9.au Daniel RicciardoToro Rosso+39.556
10.uk Paul di RestaForce India+39.737
11.fr Jean-Eric VergneToro Rosso+39.848
12.de Nico RosbergMercedes+57.642
13.ve Pastor MaldonadoWilliams+1 Lap
14.de Timo GlockMarussia+1 Lap
15.fr Charles PicMarussia+5 Laps
16.br Bruno SennaWilliams+6 Laps

NÃO  TERMINARAM:
17.br Felipe MassaFerrari+12 Laps
18.fi Heikki KovalainenCaterham+20 Laps
19.ru Vitaly PetrovCaterham+24 Laps
20.de Michael SchumacherMercedes+48 Laps
21.fr Romain GrosjeanLotus+57 Laps
22.de Nico HülkenbergForce India+58 Laps

18 comentários:

Debora disse...

Maldonado nao riu, mas Damon Hill (Que merda)

LenneF1 disse...

estamos bem de brasileiros na F1 esse ano eihn.. affff.. tamo fudido isso sim !

F1Fan disse...

Esse é o ano do Button! Rumo ao Bi, Botão!

Thiago Lima disse...

Jose, gostaria de saber sua opinião.

Tivemos uma conversa no trabalho, e alguns amigos dissream que o Felipe Massa até o acidente de 2009, é mais piloto que o Button de hoje.

Você concorda com eles?

Abraços e parabens pelo trabalho

José Inácio Pilar disse...

O acidente pode atpe ter tido alguma consequência para Massa, mas Alonso parece ter tido mais, pois até o episódio do GP da Alemanha em 2010 ele estava bem mais agressivo, depois não mais...

LenneF1 disse...

concordo com o "pós alonso"

Thiago Lima disse...

Concordo com vocês, em relação ao Alonso...de fato, ele parece ter tirado um pouco da velocidade do Massa

Mas ainda assim, acho que o auge do Button, foi melhor que o auge do Felipe.

Lucio disse...

vc Felipe Massa e Bruno Senna desse geito nunca vao conseguir chegar a lugar nenhum, aff, paciencia, volta Rubinho pelo amor de Deus, ninguem merece esse cara, aff

Mas no me sacrifico mesmo meu sono de madrugada pra assistir essa
corrida, pra que? pra ver o vetel, boton, haminton e weber ganharem como
sempre, e ver um brasileiro disputando um 17º 18º lugar e o outro um
12º 11º 10º no maximo eu não, pelo menos com o Rubinho eu sentia
prazer em ver porque se dependesse dele tinha emoçao mesmo disputando la
atraz, ja esses ai, sinseramente, não sinto prazer nenhum em torcer por
eles!

M&M disse...

Acho que o Bruno Senna, que prefiro só chamar de Bruno - pois de Senna ainda não tem nada -foi muito melhor que o Felipe Massa, que ultimamente de massa não tem nada também.

O acidente entre os dois mostrou que Bruno tem visão de piloto, viu uma oportunidade e abraçou. Se ele tiver essa visão durante toda a corrida, dentro de uma Willians, tenho certeza que neste dia chamarei ele de Senna!

jullio cesa disse...

Eu confesso que estava torcendo para a willians se ferrar, e deu certo. Ainda bem que o Pastor não levou o Alonso e a Ferrari para o mesmo patamar da willians(sem pontos na 1ª corrida). Acredito que Frank willians vai colocar o Bottas para chutar o Bruno $enna para fora ainda esse ano.

WBrandt disse...

Corrida legalzinha... e só. E gostei de ver as duas Williams fora.

Bill Mask disse...

Não dei conta... depois da relargada ficou chato...
Os BR so se lascando...
Corrida que vem vai ser legar ver
McLaren, Lotus, Mercedes e RBR. O resto é resto...

Leo Santojo disse...

A corrida foi razoável e concordo com a analise do J. Inacio.


Senna poderia ter feito melhor na corrida se nao tivesse sido tocado pelo Ricciardo. Apesar de ele ter dito que ficou triste pelo Maldonado, acho que intimamente ficou feliz pra cacete. ehehe

Quanto ao Massa, com essa nova configuraçao de escapamento e pneus diferentes, parece que a desculpa do ano passado de que ele nao conseguia gerar temperatura nao vai colar mais. A Ferrari é ruim sim, mas nao é essa tragédia toda que a Globo pintou. Alonso mesmo com o carro ruim conseguiu chegar nos pontos. Todos os outros pilotos estao dando um jeito de se adaptar às novas condições e o Massa parece que a cada ano vai decaindo mais.




E por fim, do meio pro fim da prova a voz rouca quase sumindo do Galvao tava irritando.

F.Estrela disse...

Devemos avisar para o Massa e o Senna que F1 é coisa para gente grande. Chega de Massa, o que é isso que vimos neste fim de semana? Sou brasileiro e sempre vou torcer para meu país, mas pelo amor de Deus desse jeito não dááá... Massa volta para o Brasil e fique cuidando de sua família, é melhor para gente... Senna acho que esta não é sua praia...
Quero muito durante o ano poder mudar essas frases, mas acho difícil...

Raphael Elisio disse...

Gostei da corrida..Button mostrou mais uma vez que eh um piloto muito constante e em ascensão, junto com uma Mclaren muito forte. Queria ver o Schumacher disputando posicoes, mas a Mercedes como vc mesmo escreveu foi uma decepcao na corrida. Alonso mais uma vez tirou leite de pedra, em consequencia disso Maldonado bateu e o Massa..acho que vai ter que voltar a entregar comida de Fiorino nos boxes em interlagos para nao passar fome. O Bruno mais uma corrida discretissima..alias, ele fez 1 corrida boa na F1, foi em Monza o ano passado, largou em 10° e chegou em 9°.
E pra terminar..nao sei o que aquele Galvao Bueno ta fazendo narrando F1, ja ta velho e gaga, se perde nos contextos e hoje com aquela voz rouca me irritou mesmo!
Abraco Zé.

Anônimo disse...

Incrível a falta de sorte da Mercedes na AUS, com a nova pontuação desde 2010, a equipe só marcou 11 pontos.

Vettel calou os críticos, com um carro não tão bom chegou a frente de Lewis que tinha o melhor carro do grid(mas não foi o melhor piloto porque Button foi fantástico),Jenson foi superior em tudo, notem que na largada Lewis não largou mal, mas Button largou muito melhor. Desde que teve carro de ponta em 09 Button é só evolução, mas antes, em 2004 foi 3º no mundial com carro limitado, um belo resultado. Em 2006 ainda com o Honda fez pole no GP da AUS, depois venceu de forma espetacular o GP da Hungria na chuva largando em 14º. Entre 2009 e 2012 venceu 12 corridas em 56 provas, uma ótima média, fora o título que não deixou escapar.

Nas 13 vitórias de Button, pelo menos 5 foram na chuva de forma espetacular, esse sim provou que é muito bom de chuva. Rubens que o Galvão vivia destacando que era "muito bom de chuva", que me lembre só venceu um GP na chuva o eterno GP da ALE 00.

Button cada vez mais vai se impondo dentro da Mclaren, e R.Dennis que não faça a BESTEIRA de favorecer Lewis em 2012(Button esta pilotando muuuuuito), porque a dupla Vettel-Newey não estão mortos. Se não tivesse safet-car Button venceria com uma vantagem de uns 15 segundos, essa diferença pode ser tirada durante o ano. Favoritos ao título(com Alonso sem carro), minha aposta fica entre Vettel x Button.

Hamilton não é tudo isso, é muito arrojado(isso agrada a torcida), mas ao volante falta maturidade, ele é muito inconstante nas provas e na tabela. Já vi isso acontecer entre Senna x Prost em 1989, onde Senna fez uma péssima temporada mesmo largando 13 vezes poles, Senna só pontuou em 7 corridas(com um carro disparado melhor do grid, foi até fiasco). O brasileiro errou uma barbaridade naquele ano jogando várias corridas fora. Como existia 5 descartes, as pixotadas em várias corridas foram "camufladas", e ele pôde disputar o titulo. Prost foi disparado o melhor piloto do ano e mereceu o caneco, basta ver a tabela de 89, foi nesse ano que Prost ganhou o apelido de "professor", justamente em cima do Senna, e ainda disparou no meio do ano:

"Senna é rápido, mas erra e quando errar estarei por perto. Ele é muito forte em classificação, mas em corrida nunca me impressionou, erra muito"

Lewis esta indo pelo mesmo caminho, ele é veloz, arrojado, mas muitas vezes afobado! Tem dia que dá show, mas tem dia que faz cada besteira, foi isso que vi com Senna em 89 e Lewis em 2011.

Enquanto isso, Button é veloz, preciso e cerebral como foi Prost a partir de 85(o problema de Prost era chuva, ele era péssimo em piso molhado, já Button é fera). Muito desse cuidado com os pneus vem da atitude do piloto em atacar na hora certa, e como Button tem um estilo mais suave, o lucro vem em dobro. No aspecto mental, Jenson dá de "goleada" em cima de Lewis, basta observar que o mesmo reclamou algo depois da corrida. Button e Vettel era só satisfação no pódio. Oras, Lewis levou "pau" de Button e Vettel, e ele não esperava isso depois do que fez na classificação, muito menos chegar atrás do alemão que largou longe em 6º.

Maldonado foi ESPETACULAR, bateu mas merece um desconto, pois, ainda é novato. Quando passar a fase dos erros, vai dar trabalho no meio do pelotão-pra frente. Pelo menos ele mostrou ATITUDE em 100% da prova. Não vai ser fácil para o sobrinho superar o venezuelano, pagante por pagante, Maldonado é muito melhor...Eu bem que avisei, não menosprezem Maldonado, o novato colocou pressão no Rubens em 2011.

Marcos Vinicius S.Tavares disse...

Alguem pode pedir pro MAssa voltar a pilotar o carro da marmita que ele pilota na propagando do Santader.

Rafael O. disse...

O que ocorre com o Massa é que o episódio ALE/10 acabou com a moral dele dentro da equipe. A Ferrari trabalha para o Alonso, o que sinceramente, é correto, visto que ele é um excelente piloto, bicampeão e com a malandragem e a obstinação do Schumacher nos bons tempos. Já o Massa se reduziu a segundo piloto, andando sempre acima do tempo do espanhol e reclamando demais da equipe (o que na Ferrari é um pecado mortal!). Infelizmente, ano que vem vejo o Perez com o segundo carro da Ferrari e o Massa na Sauber, Lotus ou talvez até mais abaixo no grid.

Quanto á corrida, a emoção maior foi o pelotão do meio. A briga entre Lotus, Sauber, STR, Force India e Williams vai ser o ponto alto da temporada. Lá na frente, não foge de Vettel e Button, com brilharecos do Hamilton.