quinta-feira, 4 de agosto de 2011

A vaga de Barrichello

Muito tenho lido a respeito da vaga de Rubens Barrichello na Williams em 2012 estar a perigo. No meu programa de TV também recebi uma rajada de repetidas perguntas sobre o tema. A "notícia" da vez é que Nico Hulkenberg ou Adrian Sutil poderão ir pra vaga do Brasileiro na Williams no ano que vem, já que a de Maldonado com seus milionários petrodólares estaria garantida. Nessa teoria Paul Di Resta ficaria na Force Índia ao lado de um desses alemães acima e o preterido teria guarida na equipe inglesa.

Isso pode acontecer? Pode, mas sob o ponto de vista técnico não faria sentido para a equipe dispensar o brasileiro justamente agora que vêm de uma temporada tão ruim e precisam fazer um carro melhor para receber os novos (e desconhecidos para a equipe) motores Renault. É uma questão de coerência: Hulk não tem a mesma experiência - sim esse é o grande trunfo do brasileiro - e esse ano só corre nos treinos livres e Sutil, enrolado com a justiça após enfiar um copo no pescoço de um dirigente da equipe Renault (que levou 25 pontos) tem um desempenho ainda muito irregular (está tomando "couro do novato para liderar uma equipe que pretende ser grande. Além disso o brasileiro é muito rápido independente de seus 39 anos e se isso não está tão evidente esse ano é por que o brasileiro tem que testar uma miríade de peças que não funcionam nos treinos, onde ele deveria se concentrar no ajuste do carro, como disse no fim desse artigo aqui.

Mas vamos pensar mais longe. Semanas atrás os "boatos" apontavam que Glock, insatisfeito com a Virgin poderia ir pra sua vaga, depois falou-se em Grosjean, por ser francês como os novos motores Renault, agora Sutil e/ou Hulkenberg. A quem interessa esses boatos? Aos pilotos especulados, ora! Muitos desses rumores são plantados pelos empresários desses pilotos junto à sites ansiosos por notícias novas. Com isso esses empresários valorizam o passe de seus clientes como forma de pressão nas negociações com as equipes do grid, dando a entender que eles estão sendo disputados pelos rivais.

E quais as vagas mais cobiçadas por esses pilotos e empresários? Com as principais equipes definidas na continuidade de seus atuais titulares (Red Bull, Ferrari, Mclaren, Mercedes e Sauber), restam as vagas ainda não fechadas em algumas das equipes médias: A de Sutil na Force Índia, de Heidfeld na Renault e de Barrichello na Williams. A de Heidfeld não tenho muitas dúvidas: Deverá mesmo ter outro dono ano que vem: Kubica, Grosjean ou até Senna, nessa ordem, são os nomes que se falam. A vaga de Rubens parece que deve ficar com ele mesmo (como já expliquei no primeiro parágrafo), então o lugar que mais vejo balançar no momento é o de Adrian Sutil, que teria justamente Hulkenberg como principal ameaça, por isso seus empresários usam essa possibilidade na Williams (que pode estar negociando sim, porque não) como forma de pressionar Vijay Mallya a se definir logo, até pára deixar ao "rejeitado" margem de tempo suficiente para tentar alguma outra vaga nas demais equipes restantes, pois o avançar do tempo só faz reduzir as opções, como Nico aprendeu em 2010.

Todo ano é a mesma história, só mudam os nomes dos pilotos ameaçados e das equipes envolvidas nas especulações e quanto melhor a vaga, mais candidatos surgem para preenchê-la. As de Massa e Webber, por exemplo, já são discutidas desde já.

No caso do assento de Rubens Barrichello esses rumores não vão acabar até Adam Parr e Frank Williams se decidirem quanto ao que querem pra sua equipe no ano que vem. Paciência, frieza e uma boa dose de ceticismo ajudam a nos guiar nesse enevoado ambiente onde as possibilidades reais e fantasiosas se cruzam intencionalmente enganadoras .

9 comentários:

Rafael Assis disse...

Segundo o Speed Channel, foi oferecido uma vaga de piloto de testes a Barrichello, que prontamente foi rejeitada por ele, ainda acho que ele deve abrir o olho com Frank Williams e Adam Parr

Anônimo disse...

Jose Inacio, vc eh um bom entendedor de f1 e seu blog tem coisas interessantes. No entanto, qndo se trata de Barrichello vc parece ficar um tanto cego. Nao sei qual a sua relacao com ele mas enfim ... Chello nao eh e nunca foi rapido... Eterno segundo piloto onde quer q esteja. Ateh hj Jordan fala q ele precisa de alguma agressividade... Creio q de fato ele soh continua na F1 por ser um razoavel piloto com um salario baixo.

José Inácio Pilar disse...

Anônimo:

Respeito sua opinião, mas discordo.

Um piloto que, como você disse, "não é nem nunca foi rápido" não fica 19 anos na categoria mais rápida e concorrida do mundo apenas por "ser razoável e ter salário baixo".
Se assim fosse não faltariam muitos outros pilotos razoáveis com salários bem menores.

Ao meu ver velocidade entra sim no cômputo de suas qualidades.

Alvaro Wanderley disse...

Sua análise foi muito abrangente e lógica, Zé. Tanto que durante a leitura, me suscitou uma pergunta:

Sabe-se que a Williams enfrenta um processo judicial em conjunto com Mike Coughlan movido pela equipe de Nascar de Michael Waltrip por quebra de contrato unilateral do engenheiro inglês quando de sua ida para Grove.

Você acredita que este fato possa estar dando proveito aos empresários de Sutil e Hulkenberg para planta esses boatos em relação a Williams, uma vez que ela estaria fragilizada momentaneamente por conta dessa questão judicial?

Um abraço!

Guilherme disse...

Tem dezenas de pilotos que pagam pra correr e mesmo assim não conseguem permanecer sequer dois anos na F1. Barrichello recebe alguns milhões por ano e está lá há quase duas décadas.

É, pelo jeito não é bem o Zé que é cego...

CharlesSJ disse...

e Schumacher é segundo piloto agora? já ouvi gente dizer que ele pegou vida fácil na f1 e por isso ganhou... então ou a f1 é moleza e até eu vou entrar lá ganhando tudo já que Senna, Prost e Mansell não correm mais lá, ou com toda ruindade, o resto dos pilotos eram terrivelmente péssimos. Se esse é o argumento para ele ter vencido então talvez BAR tenha pegado vida difícil. Segundo o filósofo Galvão não tem mais reflexos, é...quem sabe talvez os reflexos para pilotar f1 se encerrem precisamente aos 35 anos 09 meses e 21 dias e para narrador de f1 in loco se encerrem aos 100 anos 10 meses e 09 dias.

Anônimo disse...

Comentando o que foi escrito acima, Schumacher é isso, um piloto no máximo bom, que sempre teve os melhores carros de longe e companheiros impedidos de competir com ele contratualmente. Com o outro piloto da equipe com liberdade de vencer, e sendo um excelente piloto como o Nico Rosberg, Schumacher mostra que os carros que teve lhe deram os títulos obtidos. Fato.

Anônimo disse...

Schumacher não está inválido devido a idade, ele é exatemente o mesmo, porém mais experiente. Se estivesse lutando boxe ou correndo uma maratona, a idade talvez teria alguma influência, mas sentado dentro de um F1, apertando botões e girando um volante hidráulico, não, a idade para um esportista como ele não influencia de forma alguma.

Anônimo disse...

Me parece que Barrichello não quer, apesar de sua experiência, ser o "piloto de testes durante as corridas".

Barrichello quer resultados, principalmente sobre seu companheiro de equipe, parâmetro para medir sua performance.

Situação complicada para a equipe e para Barrichello.

E com a volta do motor Renault, a williams pode surpreender.