sexta-feira, 20 de maio de 2011

Consequências de Alonso/Ferrari até 2016

Hoje a equipe Ferrari anunciou a renovação do contrato do bicampeão Fernando Alonso pelos próximos 5 anos. O que depreender disso?

O encantamento entre ambos é grande, a equipe italiana confia no trabalho do espanhol para lidera-los moralmente num novo período áureo, como o que tiveram sob a égide Schumacher-Barrichello. Do outro lado dessa moeda, fica implícita a confiança de Alonso no potencial da equipe em reagir e Bater Red Bull e McLaren.

Certamente nesse contrato há cláusulas que permitiriam a ambas as partes encerrá-lo mais cedo caso percebam que não é frutífero continuarem juntos por "n" motivos.

A elevada duração desse contrato podem trazer algumas consequência interessantes: 1ª Quem aceitaria dividir a equipe com o espanhol como Nº 1? Felipe Massa, cujo contrato vence ano que vem, pode permanecer (porque não?), mas duvido que queira e talvez a própria equipe não tenha essa vontade. Pilotos de grande gabarito como Vettel e Hamilton dificilmente aceitariam dividir um espaço onde saberiam que tem um polvo dominando, com seus tentáculos transitando com grande perícia na politica interna, simpatia e, claro, velocidade na pista.

Sobra os novatos, que aceitariam esse período sob a asa de Alonso como aprendizado, nos moldes de Massa com Schumacher em 2006; Entre os novatos Sérgio Perez se destaca por já fazer parte da academia de talentos da equipe italiana e porque já teria ao fim de 2012 2 anos de experiência na categoria, com motor Ferrari e os bilhões de Carlos Slim e sua Telmex por trás.

2ª Se alguém ainda tinha duvidas da preferência dos italianos por Alonso, considerem-nas dirimidas: Alonso e Massa tinham contrato para o triênio 2010/2011/2012, só o espanhol ganhou - com 2 anos de antecipação, uma prorrogação por mais 4, algo extremamente raro na F1 de hoje em dia e desde sempre ganhando bem mais que o brasileiro.

2 comentários:

Anônimo disse...

Nada mais selvagem que a F1 e dentro dela nada mais selvagem e egoísta que a Equipe Ferrari. Massa serviu para ajudar o Kimi quando foi necessário. No ano seguinte os erros e a incompetência da FERRARI fizeram-no perder o título. Tudo já esquecido. Até quando Massa liderava uma prova, 1 ano após seu grave acidente e ingrata equipe o forçou a ceder a vitória ao piloto da equipe Santander. Por justiça divina (?) não levaram nenhum dos títulos possíveis no ano, como acho que não vão levar nada também em 2011. Vapamerda a Ferrari, seu espanhol e ser patrocinador.

CharlesSJ disse...

Só não dá falar mal de Massa agora como fizeram com Barrichello, acho que naquela época parecia que não era clara a vantagem de Schumacher e agora podemos ver claramente do que se trata o Team Ferrari, eu ainda acredito que Barrichello foi prejudicado inclusive na Brawn, demoraram demais a dar condições de trabalho a ele, quando o fizeram, a RBR já estava muito forte e agora ele está sendo respeitado na Williams, só acredito que Mclaren possa ter a mesma política. Apesar daquela conversa toda de vitória do esporte, acredito que RBR também é Vettel futebol clube como Ferrari era Schumacher e é Alonso futebol clube.