segunda-feira, 26 de julho de 2010

Ressaca do dia seguinte

Depois de todo o dissabor de ontem com a marmelada Ferrarista (também houve uma marmelada da Formula Indy, tirando a vitória merecida de Helio Castro Neves), já fico imaginando o descrédito que Felipe sofrerá a partir dessa semana.

Em suas declarações posteriores, Massa disse não temer a repercussão negativa entre os torcedores brasileiros, pois acredita que eles lembrarão do Massa guerreiro que disputou o título de 2008. Engana-se. Para alguns temas, povo é conhecido por ter memória curta (ao que os políticos agradecem), mas quando se trata de avacalhar, espezinhar e fazer piada, o povo tem memória afiada (ao que Barrichello lamenta).

Grande parcela brasileiros que assiste F1 não gosta realmente da corrida, gostam sim é de ver brasileiros ganhando, pois incutiram que o prazer da competição não está na competição em sí, nas maravilhas técnicas que aqueles pilotos são capazes, no máximo apuro aerodinâmico e mecânico aqueles carros representam na pista, os 24 melhores e mais caros carros do mundo. Isso se deve em parte parte ao bombardeio de algumas emissoras que vinculam diretamente a atratividade da competição a presença brasileiros no lugar mais alto do pódio, como se os demais pegas na pista fossem menos interessantes, arriscados ou meritórios. O brasileiros se acostumaram a Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet e especialmente a Ayrton Senna, o mais mediático dos multicampeões brasileiros.

O problema é esse: O tempo passou, as circunstâncias mudaram, a Formula 1 mudou, mas os hábitos do brasileiro não mudaram, alimentados pela eterna esperança de um mega-piloto que ganha tudo contra todos, que peita seu chefes de equipe (mas o brasileiro que quer isso não peita o seu próprio chefe no escritório) e que não veio, pelo menos não do Brasil.

Essas expectativas que Massa frustrou. Expectativas tão enormes que seu talento não teria condições de corresponder, especialmente contra um rival que se mostrou mais poderoso dentro da própria equipe, Fernando Alonso. Massa obedeceu ordens sim podia ter peitado? Sim, mas ia se ferrar com a equipe, então aceitou e se ferrou com o Brasil.

Agora ele se encontra num limbo que já teve Barrichello como hóspede. Um passou a bandeira para o outro no ideário de fracasso nacional. Barrichello depois da polêmica austríaca de 2002 já mudou de equipe algumas vezes, ganhou corridas e hoje, se não tem o prestígio de antes junto ao brasileiros, ao menos recuperou parte de sua paz como piloto, talvez até por já não ser tão cobrado (a cobrança estava em Massa). Vamos ver como Felipe se recupera, como será seu futuro na Ferrari atualmente dominada por Alonso, se terá futuro nela ou assim como Rubens, só será feliz de novo numa nova equipe.

6 comentários:

DARK disse...

Piquet e Patrese faziam "jogo" de equipe na Brabhram em 83, Patrese como sempre era o que se dava mal, a tática da "lebre" era sempre Patrese quem fazia, forçava seu carro na liderança para forçar uma quebra no Turbo no carro de Prost que precisava da vitória, Piquet só esperava atrás...advinha quem quebrava na corrida?
Mansell e Patrese faziam "jogo" de equipe na Williams em 92, Patrese até reclamou mas não teve jeito, teve que cumprir ordens!
Várias vezes Berger tinha carro mais veloz que Senna(até o R.Leme e Galvão diziam isso) mas Berger na maioria das vezes se mantinha atrás, quando ultrapassava era apena para "dizer" a Senna tinha que ser mais rápido pois atrás dele vinha outro piloto se aproximando, na mesma volta Berger entregava a posição, depois ficava atrás para "segurar" Prost e Mansell, isso aconteceu muito nos anos de 90/91/92. Era comum ver Berger "brigando" principalmente com Mansell por posição, mas com Senna eu nunca vi Berger fazer o mesmo! Disso ninguém reclamava, até hoje o Galvão fala que o Berger é um cara muito legal...sei. Quantas corridas Berger venceu tendo Senna como companheiro de equipe? Alguém vai querer justificar que eles eram amigos(O Berger era amigo de Senna dentro e fora das pistas, o Senna só era amigo de Berger somente fora das pista, isso é fato). Por amisade ou não, Senna era o favorecido!
Essa tática da "lebre" também foi usava pela Mclaren em 91, Berger era o escolhido para vencer as corridas(risos) na reta final da temporada, Senna se encarregava de "segurar" Mansell. Acabou dando certo, desesperado Mansell errou e saiu da corrida, depois veio a "presepada" do Senna entregar a vitória a Begrer na última volta! Detalhe, Senna recebeu ordens de R. Dennis para entregar a vitória, depois disse que não tinha problema pois Berger o ajudou em muitas ocasiões na temporada....sei, mas isso não é favorecimento??? O que Berger ganhou com isso, pra mim isso é manipulação!

DARK disse...

GP da Europa 1997
J.Villeneuve liderava até a última chicane(depois vinha a reta e a bandeirada) como Rubinho deixou Hakkinen e Coultrard passar! Ué mas J.Villeneuve era da Williams e deixou os dois pilotos da Mclaren passar? Pois é, Frank Williams deu a ordem! Mclaren e Williams tinham combinado "jogo" de equipe entre elas para derrotar a Ferrari nesse GP, "jogo" entre duas equipes pode??? Na corrida a sutileza de Ron Dennis pelo rádio quando Coulthard estava a frente!!

Ron Dennis: "Coulthard deixe Hakkinen passar!"
Coulthard: "Não estou entendo, problemas no rádio"
Ron Dennis :"Coulthard se vc não deixar Hakkinen passar será despedido!!!"

Ninguém comenta essas presepadas da Mclaren, Coulthard também entregou o GP de Portugal a D.Hill para ajudar o mesmo na briga pelo título com Schumacher em 1994, outro detalhe: Mansell correu as duas últimas corridas de 94 com um único objetivo, ajudar Hill a ser campeão...isso não é jogo de equipe? Mansell já com 39 anos tomava pau até do Hill na pista, nem teve como ajudar só andava atrás de Schumacher e Hill.

Pelo menos 3 vitórias Coulthard entregou a Hakkinen na Maclaren e uma na Williams, isso ninguém se lembra!

Trulli em 2006 também deu uma "força" no GP da China ao Alonso na Renault, Alonso liderava mas perdia rendimento, Trulli se aproximou junto com Schumacher mais veloz ainda. O que se viu pela tv foi HILÁRIO, na reta Trulli e Alonso se emparelhavam lado a lado para impedir uma ultrapassagem de Schumacher, isso ocorreu por 2 voltas, o alemão deve ter dado boas risadas atrás. Não teve jeito Alonso cedeu a liderança a Trulli, Schumacher foi atrás e passou o italiano e venceu, Trulli mais veloz que Alonso permaneceu atrás do espanhol até a bandeirada, isso não é favorecimento? Trulli podia passar o espanhol e não o fez, seria um segundo lugar a mais na sua carreira.

DARK disse...

Esses favorecimentos ou "jogos" de equipes existem na F1 desde 1950! Fangio quando tinha problemas em seu carro parava nos boxes e sempre recebia carro dos companheiros de equipe, NUNCA Fangio cedeu seu carro, sempre ele era o beneficiado, isso não é favorecimento?

Era comum ver Cevert desde a largada até a bandeirada "colado" em Stewart, nem mesmo ameaçava uma ultrapassagem, isso não é favorecimento?

Peterson sob contrato não podia lutar pelo título de 78, Andretti era o favorecido, cadê a ética esportiva nessa época?

Gilles Villeneuve também recebeu um "pedido" de Enzo Ferrari no grid do GP de Monza em 79: "Gilles esse título de 79 é de Jody, a partir de 1980 a equipe vai trabalhar pra vc". Pra mim "pedido", ordens, táticas ou "por amisade" é a mesma coisa...tudo acaba em favorecimento a um e o outro fica chupando o dedo!

Na pista quem pode mais quem chora menos, Schumacher não foi o único a ser favorecido(nem precisava disso, na pista 99% ele fazia sozinho) mas é sempre eternamente lembrado! Até o alemão teve que entregar uma vitória a Irvine em 99, mas isso pouco importa! Só pra lembrar Schumacher além de dar o troféu de vencedor do GP a Áustria 02 ao brasileiro, também corrigiu a "burrada" da equipe Ferrari, entregou por conta própria a vitória do GP do USA/02 ao Rubinho, isso ninguém lembra...muito menos o CHORÃO! Eu duvido que Alonso vá entregar uma vitória ao Massa se o carro deve estiver mais lento! DU-VI-DO!!! Massa podia vencer a corrida, Vettel não ultrapassou Massa, era só as Ferraris andarem juntas mantendo as posições, Vettel não teria como passar não o vez com Massa! Em 81 Reutemann recebeu ordens da equipe para Jones vencer o GP do Brasil, mas o argentino mandou a equipe se fud...e venceu o GP, depois se aposentou no ano seguinte! Arnoux também recebeu ordens da equipe para Prost vencer o GP da França em 82(até tú Prost tinha mordomias? Claro que tinha). Arnoux venceu o GP e mandou todos da Renaullt tomar naquele lugar, depois foi correr na Ferrari em 83 fazendo seu melhor campeonato na F1.

DARK disse...

Pra mim que acompanho a F1 a 30 anos essas coisas não são novidades, acho até engraçado a choradeira da torcida brasileira mas só choram quando são os prejudicados, quanta hipocrisia! Só se esquecem que Rubinho e Massa tem parte da culpa, mas a torcida prefere sempre atacar a equipe! Se não esta bom, caia fora...Rubinho preferiu ficar, ficou milionário mas no Brasil ele será eternamente conhecido como bundão, Massa ainda pode escolher cair fora, mas acho que vai ficar na equipe! Insatisfeitos por causa do favorecimento ao companheiro de equipe, Emerson caiu fora da Lotus em 73,Reutemann em 81, Arnoux na Renault em 82, Piquet na Williams em 87, Prost na Mclaren em 89, Alonso na Mclaren em 07. Falem o que quiser do Schumacher mas ele somente dançou conforme a música, outros grandes pilotos também foram favorecidos! Já dizia Enzo Ferrari: “Existem dois tipos de pilotos, o veloz e sábio e o que somente compõe a equipe”. O piloto quem decide que lado vai ficar. Schumacher deu uma indireta aos grandes pilotos(favorecidos) do passado! Quanto mais acontece trapaça ou "jogo" de equipe na F1 mais limpa a moral do alemão fica! Hamilton/Vettel/Alonso não são os queridinhos da equipe? Senna não era o número 1 na Tolemam/Lotus/Williams(e Mclaren quando Prost caiu fora)?. Piquet não era o número 1 na Brabham/Lotus/Benetton? Os brasieliros estão reclamando de que? Quem pode mais chora menos macacada! Alonso esta a frente na pontuação, no geral esta se dando melhor com o carro, a equipe esta pensando no campeonato! A RBR não favoreceu Vettel com a tal "asa" não disse que o que vale é o piloto com mais pontuação...a Ferrari fez o mesmo! A RBR pode e a Ferrari não?

DARK disse...

E o GP da França de 2008 que o Kimi liderava e teve que dar a vitória ao Massa? Detalhe, Kimi chegou em segundo muito a frente de Trulli uns 10 segundos, alguém lembra dessa corrida com Kimi de escape rachado, isso aconteceu faltando várias volta para o final, mesmo assim Kimi cedeu a liderança! Será que o Galvão e o R. Leme se lembram? Massa estava a frente de Kimi na pontuação a equipe favoreceu Massa porque ele ainda tinha chance no campeonato e o GP da França estava no meio da temporada( Kimi também cedeu um segundo lugar a Massa no GP da China 08), caso parecido hoje entre Alonso e Massa, o espanhol também esta a frente na pontuação e tem melhores chance de brigar pelo campeonato, Massa não esta superando as adversidades do carro como Alonso!

Anônimo disse...

Não diga bobagens, Kimi dominou na França, abriu boa diferença para o Massa, mas perdeu rendimento por causa do escape. Aonde que Kimi entregou ali?