segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Como foram os testes da F1 até agora


Terminada a segunda sessão dos testes coletivos (ainda restam mais 4 dias, nessa semana), aqui vão alguns números interessantes de todos os dias de atividades até o momento.

No total dos 8 dias de testes tivemos 33 bandeiras vermelhas, 15 em Jerez e 18 no Bahrein, causadas por: Sauber (6), Mercedes (5), Toro Rosso (4), Ferrari (4), Force Índia (4), Lotus (3), Red Bull (2), Caterham (2), McLaren (2), Marussia (1), lembrando que muitos problemas técnicos enfrentados pelas equipes se deram nos boxes antes mesmo de sair para quebrar na pista (tanto que a confiável Mercedes aparece abandonando mais do que as erráticas Red Bull e Marussia).

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Entre os 3 fornecedores de motores desse ano, a quilometragem até agora está amplamente a favor dos clientes dos alemães:

Mercedes       10.081 Km
Ferrari             4.975 Km
Renault            4.018 Km

E a distribuição de quilometragem entre as equipes está assim até o momento, também mostrando essa prevalência das equipes equipadas com motores alemães, seguidas pelos italianos e franceses, desenhando um cenário que deve trazer implicações à competitividade das quatro equipes que usam motores Renault ao menos nessa primeira parte do campeonato:

Equipe                      Motor                 Kms  
Mercedes             Mercedes           3.073
McLaren               Mercedes           2.686
Ferrari                 Ferrari                2.664
Williams              Mercedes           2.522
Sauber                Ferrari                2.020
Force Índia           Mercedes           1.799
Caterham             Renault              1.705
Toro Rosso           Renault                991
Red Bull               Renault                720
Lotus                   Renault                600
Marussia              Ferrari                  289

Na quarta-feira da semana que vem as equipes voltam à pista barenita para os 4 últimos dias de testes. Algumas equipes, como a Ferrari, já disseram que vão começar a focar mais em velocidade, então os tempos devem cair. Isso é sinal de que a questão da durabilidade já está mais ou menos resolvida e evitar de quebras já não é mais uma preocupação. Resta ver como as mais fragilizadas Red Bull, Lotus, Toro Rosso e Caterham e até Marussia, única não Renault dessa lista, vão se sair, uma vez que estão atrasadas na sua agenda graças às quebras, e podem nem ter como focar muito ainda em serem os mais rápidos. A ver...

7 comentários:

Mário Lúcio dos Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mário Lúcio dos Santos disse...

Inácio, os testes voltam na semana que vem ou nesta semana?

José Inácio Pilar disse...

Mario,

Nessa, já corrigi! Valeu!

Anônimo disse...

acredito que nesse primeiro GP quem correr mais de vagar vai ganhar ( RISSOS )brincadeira, mais acho que todo mundo vai dosar todo equipamento. acho eu que forca total só o segundo semestre .

Daniel Schneider disse...

Concordo plenamente.

geraldo209 disse...

uma boa noticia que nao foi mencionada no post, o carro da williams é o unico do grid que nao foi motivo de causar bandeira vermelha na pista em nenhum dos dias de testes incluindo jerez e bahrain!

Anônimo disse...

Mercedes, Mclaren, Ferrari brigam pelo título mas não podemos descartar RBR da briga, ela pode até começar mal, mas todos sabemos do potencial de recuperação desse time na segunda parte da temporada, basta lembrar 2012/13. A RBR vai sofrer muito nas cinco primeiras corridas, mas depois pode vir com um novo carro, quem sabe até dominar uma sequencia de corridas, no final esses pontos dobrados podem favorecer Vettel.

Outro detalhe, Mercedes e Ferrari tem pilotos que se equivalem que podem tirar pontos um do outro. Na RBR, Vettel corre soberano, e a ordem é Ricciardo ajudar o alemão. Na Mclaren Button não vai ter maiores problemas, também corre como primeiro piloto, mas vai sofrer com a falta de atualização do motor Mercedes, mas inglês pode tirar pontos de Ferrari e Mercedes, isso também iria ajudar Vettel.

Estou apostando na capacidade da Renault e RBR para resolver os problemas do carro! Nada é perdido, se Vettel não puder brigar pelo título em 2014, que faça como Schumacher em 2005, trabalhe duro com a equipe para vir forte no ano seguinte. Schumacher não foi campeão em 06, mas fez uma coisa até mais importante que o próprio título, venceu sete corridas colocando a Ferrari no topo, pronta brigar pelos títulos em 07/08(e o alemão fez isso sem Barrichello no time provando que era ele quem fazia a diferença). Se Kimi e Massa disputaram os títulos em 07/08, é muito graças ao trabalho do alemão "erguendo" o time em 06. Rubinho, coitado, em 2005 mal conseguia pilotar a Ferrari com os pneus Michelin, basta ver sua posição no mundial em relação a Schumacher. Se Vettel for campeão em 2014, vai ser humilhante para os rivais, se não acontecer mas voltar forte em 2015 levando o título, vai ser uma verdadeira "aula" de como se faz na Formula 1. Bom lembrar, se Schumacher não se aposenta em 06, ele seria campeão em 07/08, dando o troco no espanhol em 07, e batendo o arrojado Lewis em 08. Schumacher ainda em alta ao volante, ia fazer muito mais ppontos que Kimi e Massa em 07/08, isso é fato.

Sem dramas, Vettel pode ficar até uns 2 anos sem título, quem esta DESESPERADO pra ser campeão novamente é Hamilton e Alonso! Não ficaria surpreso se Mercedes puxasse a "sardinha" para o lado de Rosberg, imaginem um alemão sendo campeão com Mercedes depois de Fangio 55? Rosberg já se mostrou forte em 2013, fez poles e venceu mais corridas que Lewis, Nico também raramente erra, muitos no circo estão apostando no alemão. Na Ferrari, Alonso pode ter dor de cabeça por ter que dividir a equipe com Kimi(caso também de Lewis com Nico). É grande a probabilidade de Hamilton e Alonso "explodirem" na equipe, tudo isso seria ótimo para Vettel.

Rosberg ou Raikkonen campeões em 2014, Vettel iria dar boas risadas.

"E agora, o inglês e o espanhol vão botar a culpa em quem dessa vez? No passado a culpa sempre foi de Newey, mas quando tiveram a chance, sequer bateram o companheiro".

"Ah mas Lewis e Alonso pilotam muito mais que Rosberg e Raikkonen"

Ok, mas veja um detalhe, Kimi bateu Alonso e Hamilton em 07 e foi campeão. Em 2011, Hamilton acabou tomando pau de Button, observe o mundial de pilotos.

Se Button já bateu Hamilton, Rosberg tem condições de fazer o mesmo. Kimi já provou seu valor em 07, não teme ninguém, ele vem pra incomodar MUITO o espanhol, coisa que Massa nunca fez. Raikkonen nunca vai 'baixar a cueca' como sempre fez Felipe em quatro anos de Ferrari.

Marcelo