domingo, 9 de setembro de 2012

GP da Itália: Resultados e análise



Abaixo estão os resultados do GP da Itália de F1 de 2012, com a pontuação de pilotos e equipes já atualizada. Vamos agora à uma análise "equipe-por-equipe" da corrida:

McLAREN: Hamilton sobrou competência na corrida toda, foi seguro e manteve todos os adversários absolutamente sob controle em mais uma vitória rumo à disputa real pelo título. Será que ele trocaria esse tipo de competitividade pelo salário mais gordo na errática Mercedes? Button, apesar da má largada,  tinha ritmo para chegar ao pódio, mas o pescador do seu tanque foi para o espaço e ele, muito provavelmente, se despede da chance de disputar o título.

SAUBER: Como sempre o seu grande trunfo permanece sendo o carro equilibrado e com pouco consumo de pneus. Nessa corrida Perez mostrou-se muito forte e mesmo largando mais  atrás que Kobayashi, terminou lá na frente com uma ousada tática de largar com os pneus duros ao passo que o japonês mesmo largando à frente, figurou. Aliás, essa maior regularidade do mexicano ante ao japonês está se tornando mais visível a cada dia, ainda que ele de vez em quando tropece. (Mais) esse pódio foi uma grande conquista de Perez, que deve ficar na Sauber ano que vem.

FERRARI: Depois de largar em 10º abrir mais 11 pontos para os seus rivais não é nada mal para Alonso que choramingou demais naquela dividida de Vettel. O Espanhol tem muita competência e sorte e consegue capitalizar o máximo das situações em que não tem como vencer, mas agora vê Hamilton como forte ameaça ao seu tri. Massa fez uma corrida forte e cumpriu com precisão seu papel de escudeiro de Alonso e caminha mais forte para a renovação.

LOTUS: Mais apagada nesse GP pela configuração do carro que se dá melhor em pistas mais travadas, Kimi, silencioso e discreto já está em 3º na disputa do título, apenas 1 ponto atrás de Hamilton, ainda que na prática não deva lutar pelo título. Mas vai saber., lembremos de 2007... D´Ambrosio cumpriu tabela, não bateu, mas não pontuou. É o preço da pouca prática que os pilotos de testes tem com os carros.

MERCEDES: Nas longas retas italianas o motor falou alto e apesar do maior consumo de pneus, que os obrigou a uma para de box a mais, tanto Schumacher como Rosberg (que fez a melhor volta) mostram bom ritmo e chegaram juntos, colados em Kimi, que por sua vez estava virando mais rápido que Massa. Em Cingapura a maré não deve ser tão boa.

FORCE ÍNDIA: Depois dos pontos graúdos em Spa a equipe voltou a pontuar na Itália, mas dessa vez por obra do azar, Hulkenberg não pode dar a sua colaboração, já que largou em último após o carro pifar na classificação. Di Resta marcou 4 pontos e com isso a vantagem para a Williams se amplia um pouco mais.

WILLIAMS: Não brilhou nessa corrida. Maldonado largou lá de traz e pouco apareceu na sua recuperação que não lhe rendeu pontos, de novo, ao passo que Senna pontuou, de novo. O brasileiro pontuou 7 vezes contra apenas 2 do venezuelano e teria marcado mais se não tivesse se metido em alguns lances ousados na pista, que lhe custou algum tempo como nas disputas em que foi escanteado por Di Resta e Rosberg.

TORO ROSSO: Com a quebra da suspensão de Vergne no fim da reta, que criou uma rodada bastante gráfica, mas felizmente sem maiores consequências, foi Ricciardo quem terminou para a equipe italiana que voltou às suas habituais chegadas fora da zona de pontos.

CATERHAM, MARUSSIA e HRT: O  tradicional comboio do fundão na sua ordem habitual, tanto de equipes como de pilotos, com exceção de Glock que costuma chegar à frente de Pic. Deve ser bem chato correr assim, sem reais possibilidades, mas é o que tem, enquanto vagas melhores não abrem para alguns deles...

RED BULL:
Não chegou ao fim com nenhum de seus carros, um resultado realmente pífio. Vettel ia fazendo o dele, defendeu-se com vigor de Alonso e a direção de prova já caiu em cima dele, certamente pressionada pela italianisse do evento. Vettel mereceu a punição? Acho que não. A "sorte" é que ele quebrou depois e isso esvaziou as perdas da punição (já que punido ou nção, não chegou). Webber vinha na dele, foi ultrapassado por Schumacher no fim e aí, a poucas voltas da bandeirada, rodou, sendo passado por outros carro e preferiu abandonar à fazer outro pit-stop, já que não pontuaria de qualquer jeito.



Pos. Piloto        Equipe                     Tempo      
 1.  Hamilton      McLaren-Mercedes           1h19:41.221
 2.  Perez         Sauber-Ferrari             +     4.356
 3.  Alonso        Ferrari                    +    20.594
 4.  Massa         Ferrari                    +    29.667
 5.  Raikkonen     Lotus-Renault              +    30.881
 6.  Schumacher    Mercedes                   +    31.259
 7.  Rosberg       Mercedes                   +    33.550
 8.  Di Resta      Force India-Mercedes       +    41.057
 9.  Kobayashi     Sauber-Ferrari             +    43.898
10.  Senna         Williams-Renault           +    48.144
11.  Maldonado     Williams-Renault           +    48.682
12.  Ricciardo     Toro Rosso-Ferrari         +    50.316
13.  d'Ambrosio    Lotus-Renault              +  1:15.861
14.  Kovalainen    Caterham-Renault           +     1 lap
15.  Petrov        Caterham-Renault           +     1 lap
16.  Pic           Marussia-Cosworth          +     1 lap
17.  Glock         Marussia-Cosworth          +     1 lap
18.  De la Rosa    HRT-Cosworth               +     1 lap
19.  Karthikeyan   HRT-Cosworth               +     1 lap

Volta mais rápida: Rosberg, 1:27.239

Abandonos:

Piloto        Equipe                    Na volta
Webber        Red Bull-Renault             51
Hulkenberg    Force India-Mercedes         50
Vettel        Red Bull-Renault             47
Button        McLaren-Mercedes             32
Vergne        Toro Rosso-Ferrari           8

Pontuação após 13 etapas:

Pilotos:                    Construtores:                     
 1.  Alonso       179        1.  Red Bull-Renault          272
 2.  Hamilton     142        2.  McLaren-Mercedes          243
 3.  Raikkonen    141        3.  Ferrari                   226
 4.  Vettel       140        4.  Lotus-Renault             217
 5.  Webber       132        5.  Mercedes                  126
 6.  Button       101        6.  Sauber-Ferrari            100
 7.  Rosberg       83        7.  Force India-Mercedes       63
 8.  Grosjean      76        8.  Williams-Renault           54
 9.  Perez         65        9.  Toro Rosso-Ferrari         12
10.  Massa         47
11.  Schumacher    43
12.  Kobayashi     35
13.  Di Resta      32
14.  Hulkenberg    31
15.  Maldonado     29
16.  Senna         25
17.  Vergne         8
18.  Ricciardo      4

7 comentários:

Anônimo disse...

Inácio, seria bem interessante também se você colocasse a somatória de pontos que cada equipe teve no GP, nunca vi algum site fazer isso, apenas uma ideia

Abraços

Anônimo disse...

Alonso atrás do Felipe:

“É melhor que seja logo, que passe logo e que Felipe vá atrás…se não tem solução, que passe logo e que o Alonso puxe o Felipe. Veja que o Felipe ABRE SEM NENHUM PROBLEMA, para a ultrapassagem do Alonso”

Alonso já a frente do Felipe:

“Gente, é uma coisa do esporte absolutamente normal, eu sei que vai chover críticas que vai ser um problema. Mas é uma coisa do esporte, fazer o que? O Felipe chegou a comentar: “Eu vou ajudar meu companheiro de equipe”, e assim a coisa funciona. Aí vc esta vendo Jean Alesi no boxe da Ferrari, ele é AMIGÃO do Felipe, e o Alesi faz aquela cara: “Fazer o que?”

Galvão Bueno "clone"

Anônimo disse...

massa = looser

Leo Santojo disse...

Alonso é sortudo bagarai pqp.

Anônimo disse...

Choramingou?!

Nas próprias palavras de Alonso: "Perdi dez voltas atrás dele depois disso. E, claro, o carro foi danificado porque foi jogado 330 km/h na grama. Não acho que a grama e estes saltos para fora não deixam tudo bem"

Rodrigo Vilela da Silva disse...

Fernando Alonso é o piloto mais chorão que existe. É o tipo "tenho que ser o Luis Pereira porque a bola quadrada é minha"!!

Isso só aumenta minha torcida por Lewis Hamilton na disputa deste ano.

Abraço!

Henrique Germano disse...

Na minha opinião o tri do Fernando Alonso, está cadas vez mais próximo, o Vettel e Weber não fizeram pontos nesta corrida só a judou o Alonso a se afastar mais nos pontos, eu acho que a briga será intensa pelo o segundo lugar, porque é só o alonso saber administrar a vantagem que tem para o restante da temporada.