sexta-feira, 27 de abril de 2012

Conversas ao pé do ouvido 2

Outro assunto sobre o qual conversei com alguns engenheiros e pilotos foi o pedido da Honda para reposicionar seu turbo no carro, de forma a melhorar o desempenho que acreditam estar atrás dos Chevrolet.

Segundo descobri, se esse reposicionamento for aprovado os motores japoneses deverão ganhar cerca de 15 cavalos em relação aos atuais devido a uma melhor alimentação de ar, colocando-os numa posição mais competitiva ante aos motores americanos, tidos informalmente como o melhores, mas estes são frontalmente contra, dizendo que se estão melhores é porque "fizeram a lição de casa" que a outra não fez.

Isso acontece porque conforme a abertura do campeonato foi se aproximando, a Honda teria percebido uma certa desvantagem de seus motores Turbo (de maior pressão) ante ao Biturbo (de menor pressão) da concorrente e conseguiu um acordo verbal com a organização para poder fazer essa atualização. isso mesmo, "verbal", não tem nada escrito e é nessa não-oficialidade que a Chevrolet se pega.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

O braço de ferro agora é ver como conciliar os interesses dos dois fabricantes: a Chevrolet que acreditou no novo projeto da Indycar e não quer ser prejudicada "por ter feito melhor" seu serviço, e a Honda, que por muitos anos foi parceira única da categoria inclusive nos tempos de vacas magras e agora não quer arranhar a sua imagem com um desempenho inferior e cujo direito à melhoria já teria apalavrado...

No meio disso, curiosamente a Lotus, 3ª fornecedora de motores, nada fala e nem protesta... Sobre isso, vou checar umas teorias bem interessantes que ouvi e depois escrevo aqui.

3 comentários:

Juliano disse...

Se a Honda fez caquinha na concepção do motor, a Chevrolet não tem nada com isso... Aliás, é de bom tom lembrar que até o ano passado quem preparava os motores Honda era a Ilmor, que esse ano está com a Chevrolet, até por razões óbvias, afinal, Roger Penske é um de seus acionistas. Quanto a Lotus, ou melhor seria dizer, Judd, acredito que sequer terminarão a temporada. Espero que a Ford retorne à categoria ano que vem, assim como Toyota e Mercedes. O campeonato começaria a tomar os ares que tinha na época da boa e competitiva ChampCar.

Anônimo disse...

Mas que pura elegancia Inácio !

Emilius disse...

A sua cobertura do evento está muito boa Inácio.
Uma sugestão: Ao final do evento faça um post apenas com fotos. tantas quanto for possível, de pista e de garagem.

Grande trabalho!