terça-feira, 19 de abril de 2011

Red Bull e a bendita asa flexível

Ano passado devo ter criado uns 3 ou 4 posts sobre esse assunto. Esse ano a polêmica está presente de novo. Dessa vez, com mais detalhes. Não seria só a asa que, sob pressão do ar nas longas retas, penderia sua extremidades, como mostraram as foto ao lado, em comparação com a McLaren em Melbourne

Agora também se fala que o assoalho inteiro do carro é mais inclinado, com a frente mais baixa e a traseira mais elevada, de modo a propiciar algum ganho aerodinâmico com essa diferença de alturas entre a frente baixa e o fim alto (talvez uma diferença de pressão?) As imagens abaixo, colhidas no GP da China não deixam muitas dúvidas de que essa maior inclinação existe, e que segundo disse Rubens Barrichello, aumentar essa altura em apenas 1 milímetro (é milímetro mesmo, não centímetro) já altera todo o comportamento do carro. Imagine então quase dois dedos, como parece ser a diferença aferida no olhômetro?
"Ah, mas na foto acima a asa dianteira da Red Bull está quase na mesma altura da asa da Renault", dirá alguém. Sim, pois está numa curva de baixa velocidade, sem sofrer a ação da pressão do ar. Com o ar a quase 300 km/h a tendencia é repetir a cena acima.

Parece simples não é? Mas lembre-se que o carro todo foi projetado para trabalhar em função dessa altura diferente, então para as outras equipes copiarem não basta só levantar também, pois os resultados práticos podem ser até piores que os atuais se não for planejados com todo o cuidado, cálculos complexos, muitas horas em túneis de vento, simulações computacionais de dinâmica de fluidos (CFD), e tudo isso demora tempo e demanda grandes recursos financeiros e humanos.
Clique nas imagens para amplá-las


9 comentários:

@chrishotsax disse...

É Zé, eu tinha comentando no twitter esses dias "que carro alto é esse da Red Bull"? Mas não imaginava o que seria sob a perspectiva aerodinâmica como vc apresentou acima, porém eu sabia que era mais uma "jogada" de mestre do Newey! Pois é...

Ri7 disse...

Em algumas filmagens de dentro do carro da RedBull dava pra notar facilmente a asa "descendo" enquanto o carro acelerava...vale a pena vc reparar! Abs

cacs disse...

O termo "simulações em computadores de fluidos dinâmicos (CFD)" está completamente incorreta e sem sentido. Você pode falar "simulações de fluidodinâmica computacional" ou "simulações computacionais de dinâmica de fluidos". Em tempo, CFD é a sigla de Computational Fluid Dynamics.

Roberto Taborda disse...

As outras equipes reclamam mas não adianta, o Newey foi genial DE NOVO nessa asa... O unico jeito que vejo de combater isso, já que nas inspeções ela passa tranquilamente, é criar alguma espécie de medida por baixo da asa, tipo a prancha de madeira, mas extremidades das asas. Inclusive as equipes antigamente usavam placas metálicas para criar as saudosas fagulhas para atrapalhar o carro que vinha atras... Abração e parabens pelo EXCELENTE blog!!!!

Anônimo disse...

Parece que é o nariz do carro que está flexionando.

Rafa Go disse...

Reparem que na comparaçao das asas, a riscagem feita (nao sei por quem) está incorreta. Se riscado do mesmo jeito as duas asas , tanto da Red Bull, quanto da McLaren estao com o mesmo (parecido) nível de inclinaçao. Essas comparaçoes nao estao sendo bem feitas, outro dia vi Gifs com imagens dos bicos de carros em movimento, a impressao era que tambem eram flexiveis, mas eram Gifs que nao se tomaria por base. Agora a comparaçao de altura é muito valida. A olho nu, nos treinos e corrida, se ve que o carro do Newey é mais alto e inclinado. Revejam a comparaçao das asas por favor. Parabéns pelo trabalho Zé

José Inácio Pilar disse...

CACS

Ja coloquei sua sugestão!

CharlesSJ disse...

Estou com Ri7 é nítida a flexão de asa, Newey é genial e gatuno. Essa asa ta mais mole que biscoito Maria molhado no café, rs rs rs rs.

Pedro disse...

Na camera Onboard principalmente atrás de algum carro é Nitida a Flexibilidade da Asa!